Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 13 de março de 2017. Atualizado às 22h32.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Clima

Notícia da edição impressa de 14/03/2017. Alterada em 13/03 às 21h41min

Cidade da Serra foi atingida por tornado, afirma Metsul

Cairolli sobrevoou São Francisco de Paula para avaliar estragos

Cairolli sobrevoou São Francisco de Paula para avaliar estragos


GVG/JC
A destruição em São Francisco de Paula, que deixou uma morte e cerca de 500 residências danificadas, foi causada por um tornado, que acompanhou uma supercélula de tempestade severa. A afirmação é da Metsul Meteorologia. Segundo informe da Defesa Civil Estadual, o fenômeno deixou 70 feridos e atingiu, no total, cerca de 1,6 pessoas. Até a tarde de ontem, em torno de 70 pessoas seguiam desabrigadas no município, que decretou estado de calamidade pública.
A conclusão do Metsul ocorre após análise dos danos e das condições atmosféricas presentes na região no momento do episódio. Segundo o instituto, o tornado ingressou na cidade no sentido Canela-Litoral Norte, e atuou sobre parte do perímetro urbano, com ventos de até 150km/h.
Ontem, o governador em exercício, José Paulo Cairolli, sobrevoou o município para avaliar os estragos. Segundo ele, toda a equipe da Defesa Civil e mais de 50 bombeiros estão mobilizados para auxiliar na limpeza, na remoção de entulhos e na reconstrução de residências.
No momento, os desabrigados estão alojados no Ginásio Municipal de Esportes, que também recebe doações. A maior carência é por lonas e material de construção. O governo já determinou a liberação de R$ 175 mil para a área da saúde. Na Capital, doações de alimentos, água e materiais de limpeza e higiene pessoal podem ser feitas no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Borges de Medeiros, 1.501).
Além de São Francisco de Paula, cidades como Santa Maria, Cristal, Camaquã, Teutônia, Viamão e Novo Hamburgo também foram atingidas pelo tempo severo. Em Porto Alegre, o pior cenário foi registrado nos bairros Lomba do Pinheiro e Mário Quintana e na vila Nova Gleba, onde ocorreram alagamentos.
O Estado teve ontem um dia de tempo firme e temperaturas mais baixas. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 7,9 graus em Quaraí e São José dos Ausentes, com a máxima não passando dos 26 graus em Uruguaiana. Porto Alegre registrou entre 14,1 e 24,2 graus.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia