Proprietária da loja Pingentes de Amor traz tendência dos Estados Unidos para o Brasil. Proprietária da loja Pingentes de Amor traz tendência dos Estados Unidos para o Brasil. Foto: JC

Farmacêutica transforma leite materno em pingentes

Os adereços foram pensados para eternizar este momento repleto de carinho

Júlia Quintana Moraes, 33 anos, se tornou mãe há cinco meses. Com o nascimento do primeiro filho, a farmacêutica passou a ter uma série de novas experiências. Entre elas, talvez a mais marcante, foi a amamentação. Com o intuito de eternizar essa lembrança, ela criou pingentes feitos de leite materno. 
A tendência, que é comum nos Estados Unidos há algum tempo, deu origem à loja virtual Pingentes de Amor. O negócio tem apenas duas semanas, mas já conta com cerca de 20 encomendas. Os itens variam entre R$99,00 e R$149,00.
O marido de Júlia, Vagner Wolfart, é administrador e trabalha para o Laçador de Ofertas. Sua experiência com a área digital ajudou sua esposa a construir o site. “Foi nós que fizemos tudo, até as fotos dos produtos”, comenta Júlia. No início, ela lembra que foi difícil e quase desistiu, pois o processo químico para a solidificação do leite é demorado. Leva de 15 a 20 dias para ficar pronto.
“No início dos testes eu estava quase desistindo. Até que voltei a uma das primeiras peças e ela estava sólida”, lembra ela, feliz.
Júlia produz tudo em casa, e os testes foram feitos com seu próprio leite, com moldes trazidos dos Estados Unidos. “Agora eu já faço meus próprios moldes, que são feitos de silicone”, comenta Júlia.
A farmacêutica ressalta que as peças não tem cheiro, não quebram e podem ser molhadas.
Júlia é pioneira na produção dos adereços no Estado. Segundo ela, no Brasil há outra empreendedora do ramo em São Paulo, que é ourives, mas que não tem o foco só no leite. Por isso, o preço unitário beira os R$ 500,00.
O processo para as mães que se interessam pelos pingentes funciona da seguinte forma: se a cliente mora em Porto Alegre, leva o leite até a casa de Júlia. Uma quantia bem pequena de 10 a 20 mls, depende do tamanho da peça. Caso a pessoa resida em uma cidade ou Estado diferente, o leite deve ser enviado por SEDEX 10, congelado. Cerca de 20 dias após o recebimento do material, a cliente recebe o pingente em casa.
A farmacêutica já tem clientes em São Paulo e Sergipe. “A gente ficou bem surpreso com o alcance. É algo que hoje já vejo como uma renda alternativa”, afirma Júlia. Os pedidos podem ser feitos pelo site www.pingentedeamor.com.br ou pela página no Facebook.
Entrevista com a proprietária da loja Pingentes de Amor
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( 1 )
  1. Parabns! Divino!

    Gostaria que mandasse seu email pois adoro presentear coisas diferentes .Achei o mximo.Agora esperar na famlia a prxima mame.

Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio