Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 07 de abril de 2017. Atualizado às 11h04.

Jornal do Comércio

Saúde & Bem-Estar 2017

CORRIGIR

ATIVIDADE FÍSICA

Notícia da edição impressa de 07/04/2017. Alterada em 07/04 às 11h05min

Esporte em grupo garante saúde, energia e amizades

 Pereira criou o PedAlegre, onde conheceu a esposa, Maria Helena

Juarez criou o PedAlegre, onde conheceu a esposa, Maria Helena, com quem lidera as atividades do grupo


DIVULGAÇÃO/JC
Correr, caminhar ou pedalar é sempre uma boa pedida para quem busca movimentar o corpo e ter uma vida mais saudável. E, que tal, praticar uma atividade física acompanhado de várias pessoas  com os mesmos objetivos? Pensando assim, os exercícios praticados em grupo ganham cada vez mais adeptos, tanto pela capacidade de motivação à prática esportiva quanto pelo vínculo criado entre os participantes.
Há cinco anos, o servidor público aposentado Juarez Pereira, 51 anos, decidiu que a bicicleta seria seu meio de transporte. Natural de Santana do Livramento, ele afirma que a escolha permitiu que conhecesse melhor a Capital, onde reside. Depois de se perder na primeira participação em um grupo de pedal, que tinha características de maior velocidade, decidiu criar o próprio coletivo, o PedAlegre, voltado a iniciantes que buscam saúde e integração social. "São de 25 a 30 quilômetros que fazemos duas vezes por semana, sempre pensando em cada um dos participantes, no ritmo que podem realizar, sem deixar ninguém para trás", ressalta.
E não foi apenas um novo estilo de vida que a bicicleta garantiu a Pereira. Há três anos, ele conheceu no grupo a esposa, Maria Helena Popien, 49 anos, parceira de vida e pedaladas. É ela quem define as rotas dos ciclistas e sinaliza com um bastão iluminado aos motoristas que lá vem um grupo de pessoas animadas e de bem com a vida. É o caso do advogado Paulo Kischmann, 51 anos, frequentador assíduo da turma desde 2015. Ele conta que foi um enfarto que o levou a buscar novos hábitos e a optar pela bicicleta como auxiliar na recuperação. Na loja em que comprou a magrela, recebeu a indicação para o PedAlegre. De lá para cá, ele contabiliza muitos amigos e a perda de 15 quilos, passando do manequim 60 para 48. "É uma grande família, aqui ninguém está sozinho", afirma ele, que já conseguiu levar para a atividade o filho e as sobrinhas.
A corrida é outra atividade em equipe que cada vez conquista mais seguidores. Para se ter uma ideia do crescimento do interesse pela prática, o coordenador do grupo da Cia. Athletica, Eduardo Dutra Roberto, conta que a primeira turma foi formada em 2010, com 13 integrantes. Hoje, contabiliza mais de 400 pessoas que treinam das 6h às 23h. "O número vem crescendo e temos como exemplo disso a Maratona de Porto Alegre, no próximo dia 11, que contará com 70% a mais de participantes do que na edição anterior", destaca.
Esse esporte é escolha diária de Maria Eliete de Moura, há 25 anos. A professora, 52 anos, divide a rotina da semana entre livros e treinos. Aos sábados, são cerca de 20 quilômetros com os colegas do grupo,
Há um ano, ela treina na Cia. Athletica e já tem o foco para 2017: participar de provas em Punta del Este (Uruguai) e no Rio de Janeiro, sempre com apoio dos colegas. "Corrida é parceria, é alegria. Uma troca de energia contagiante", diz.

Superação e comprometimento

Ayres destaca a sociabilização proporcionada pelos exercícios
Ayres destaca a sociabilização proporcionada pelos exercícios
DIVULGAÇÃO/JC
O educador físico Paulão Ayres, gerente administrativo da Cia. Athletica, destaca que a prática da corrida em grupo garante os benefícios de atividades físicas tradicionais, com algo a mais. Além de estar em dia com a saúde, com a melhora da qualidade de vida e da autoestima, a sociabilização proporcionada pelos exercícios em conjunto é muito mais significativa do que os resultados obtidos. "Muitas pessoas não gostam de praticar esportes e, nos grupos, acabam recebendo incentivo dos outros. A frase que mais ouvimos dos alunos é 'eu não sabia que era capaz'", conta. Ele reforça que a motivação resulta ainda em compromisso para os praticantes: "Sabemos que não estamos sozinhos e que da nossa participação depende a manutenção do coletivo".

'Minha vida mudou completamente'

Andrea mudou de vida e passou a integrar uma equipe de pedal feminina
Andrea mudou de vida e passou a integrar uma equipe de pedal feminina
DIVULGAÇÃO/JC
A mudança de costumes foi uma necessidade para a bancária Andrea Spode, 39 anos, de Santa Cruz do Sul. Em 2012, ela tomou a difícil decisão de passar por uma cirurgia bariátrica e a depressão foi uma das implicações, levando-a a buscar tratamento e boas doses de endorfina. Primeiro, musculação, depois, com 30 quilos eliminados - de um total de 50 -, surgiu a vontade de correr, mas acabou barrada por ser considerada pesada demais. Então, veio a ideia de comprar a bicicleta e superar novos desafios. No ano passado, veio a primeira atividade de pedal em grupo. Depois, passou para uma equipe só de mulheres, onde conheceu o namorado, que acompanhava as integrantes. A partir daí, Andrea se apaixonou pelo esporte, parou de fumar, dorme cedo e vai pedalando ao trabalho. "Minha vida mudou completamente, nunca mais vou abandonar o esporte", enfatiza.

SERVIÇO

PedAlegre -Atividades às terças e quintas-feiras, a partir das 20h30min, com saída do Velopark do Parque Marinha do Brasil. Contato: (51) 99607-3535
Grupo de Corrida da Cia. Athletica- Interessados precisam passar por avaliação na academia, para definir perfil do corredor e montagem do treino. Contato : (51) 3085-1777 -www.ciaathletica.com.br

EXPEDIENTE

Editor-chefe: Pedro Maciel Edição: Ana Fritsch Produção: Fernanda Crancio Reportagem: Viviane Dreher Projeto gráfico: Luís Felipe Corullón Diagramação: Ingrid Müller, Juliano Bruni, Kimberly Winheski, Lilian Martins, Luís Gustavo Van Ondheusden Revisão: André Fuzer, Rafaela Milara e Thiago Nestor.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia