Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de março de 2017. Atualizado às 22h38.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Varejo

Notícia da edição impressa de 21/03/2017. Alterada em 20/03 às 22h08min

Petz estreia em Porto Alegre e já planeja segunda loja para este ano

Primeira unidade na Capital na avenida Protásio Alves reforça expansão para a Região Sul

Primeira unidade na Capital na avenida Protásio Alves reforça expansão para a Região Sul


MARCO QUINTANA/JC
Amanda Jansson Breitsameter
Depois de inaugurar a primeira loja em Porto Alegre, que marca a chegada à região Sul do Brasil, a rede Petz confirma que uma nova unidade está a caminho. A 48ª filial da rede foi inaugurada na semana passada, na avenida Protásio Alves, 4.194, zona leste da Capital.
A segunda megaloja será no bairro Moinhos de Vento - está em projeto e deverá abrir no segundo semestre, em frente à sede do Grêmio Náutico União. As duas unidades fazem parte do plano de expansão da Petz, com foco na região Sul, com investimento de R$ 7 milhões e geração de 120 empregos.
Uma unidade em Curitiba e outra no interior do Paraná ainda estão previstas para 2017. "O plano de expansão da Petz encontra-se focado na região Sul do País, então, não descartamos outras lojas no Rio Grande do Sul, no Paraná ou em Santa Catarina", explica o coordenador de marketing, Sedenir Junior.
"A região Sul é a segunda mais importante do País para o mercado pet. Por isso, nosso plano de expansão ainda prevê, para este ano, a abertura de duas lojas no Rio Grande do Sul e outras duas no Paraná", afirma o diretor comercial da Petz, Luciano Sessim. 
Com aproximadamente 1,2 mil metros quadrados, a primeira loja de Porto Alegre apresenta o mesmo conceito de megaloja das principais unidades da rede, com sede em São Paulo.
O ambiente oferece centro de estética, clínica veterinária e um mix com mais de 20 mil produtos nacionais e importados, incluindo diferentes tipos de ração, guias, coleiras, comedouros, casinhas, brinquedos, estofados, roupinhas, entre outros utensílios. Além dos pets de cães e gatos, há a ala do safári, com itens para peixes e roedores.
O mercado de produtos pets vem passando ao largo da crise brasileira. Em 2016, o faturamento do setor atingiu a marca de R$ 19 bilhões. No mesmo ano, a Petz registrou a marca de R$ 500 milhões de faturamento e atingiu um total de 47 unidades - com 12 novas lojas apenas no ano passado. "Neste ano, vamos investir R$ 70 milhões, abrir 16 lojas e contratar 500 funcionários. Nossa expectativa é crescer 50%, atingir um faturamento de R$ 750 milhões e fechar o ano com um total de 62 unidades no País", afirma Sergio Zimerman, presidente da Petz.
Porto Alegre reforça o bom momento do setor. Em 2016, a Cobasi, outra rede nacional, abriu filial no Shopping Iguatemi. 
Segundo Joelson de Souza Cardoso, gerente da unidade Petz na Protásio Alves, para marcar a inauguração, a loja irá oferecer, no próximo sábado, atividades gratuitas relacionadas aos animais, incluindo a participação do biólogo e aventureiro Richard Rasmussen. Também haverá aula de adestramento com a Cão Cidadão e dicas de tosa com William Galharde.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia