Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 17 de março de 2017. Atualizado às 20h45.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura internacional

Alterada em 17/03 às 20h48min

Japão pressiona G-20 para que se posicione contra volatilidade cambial

O Japão pressionou nesta sexta-feira as maiores economias do mundo a desaprovar a volatilidade cambial, em busca de margem para agir no mercado cambial se o iene se valorizar fortemente.
O ministro das Finanças japonês, Taro Aso, afirmou na entrevista coletiva que é preciso garantir a estabilidade no mercado de câmbio, por isso disse que era importante reafirmar o compromisso anterior contra a volatilidade cambial. Aso também disse que o compromisso ao qual ele se referia incluída a denúncia regular do grupo do excesso de volatilidade e dos movimentos desordenados no câmbio.
O ambiente na sala de reuniões durante a fala de Aso sugere que outros países eram simpáticos às declarações, embora não tenha havido uma discussão sobre a questão do câmbio, disse um graduado funcionário do Ministério das Finanças japonês. A fonte acrescentou que durante o debate nenhum país trocou acusações de guerra cambial para obter vantagem no comércio.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia