Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de março de 2017. Atualizado às 17h18.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Inovação

Notícia da edição impressa de 20/03/2017. Alterada em 20/03 às 17h21min

Pacote vai injetar R$ 100 mi na economia com inovação

Uma série de novas parcerias e chamadas públicas para o credenciamento de novos institutos de tecnologia, anunciadas pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), vão injetar mais de R$ 100 milhões em recursos em inovação na economia.
As medidas incluem uma iniciativa inédita com os Institutos Senai de Inovação (ISIs), um convênio com o Sebrae voltado para as micro e pequenas empresas e outro com a Capes/CNPq/IEL, que busca o aproveitamento do conhecimento de pesquisadores brasileiros no desenvolvimento de projetos Embrapii por meio do pagamento de bolsas. O anúncio foi feito na sexta-feira passada, durante a reunião da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), em São Paulo.
O diretor-presidente da Embrapii, Jorge Guimarães, afirma que as medidas fortalecerão ainda mais a inovação brasileira e servirão para fortalecer os laços entre os setores produtivos e acadêmicos. "Além de novas unidades e polos que estarão aptos a desenvolver mais projetos junto às empresas, também queremos aproveitar a capacidade intelectual de nossos pesquisadores e estudantes, que têm muito a contribuir no fomento à inovação", comenta.
Uma das chamadas públicas será destinada aos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs), ligados ao Ministério da Educação (MEC). Serão selecionados até três institutos, que passarão a se tornar Polos Embrapii IF. Para se candidatar, será necessário demonstrar experiência no desenvolvimento de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I) para empresas em qualquer área. O financiamento é de até R$ 3 milhões por polo credenciado. Hoje já existem cinco em atividade no Brasil, que unem o setor produtivo ao setor acadêmico.
A outra chamada é destinada aos Institutos Senai de Inovação (ISIs). Os candidatos precisam demonstrar experiência no desenvolvimento de P,D&I para o setor empresarial por meio de lista de projetos que totalizem R$ 5 milhões no período de 2014 a 2016. O financiamento será de até R$ 15 milhões em recursos por ISI credenciado. Serão selecionados até cinco institutos.
A Embrapii já possui dois institutos credenciados: O Senai Polímeros, no Rio Grande do Sul, e o Senai Cimatec, na Bahia. Já os microempreendedores individuais (MEI) e micro e pequenas empresas (MPE) terão R$ 20 milhões para o desenvolvimento de projetos de P,D&I, resultado de um acordo firmado com o Sebrae. Do valor total de cada projeto apresentado pelas empresas, até um terço será subsidiado pela Embrapii. A estimativa é atender 200 micro e pequenas empresas. Foram definidas duas linhas de financiamento: a primeira, voltada para desenvolvimento tecnológico, destina-se apenas às micro e pequenas empresas; a segunda é de encadeamento tecnológico e pode contar com empresas de todos os portes.
O pacote da Embrapii prevê ainda o estímulo à inserção no mercado de trabalho de profissionais com experiência em desenvolvimento de projetos tecnológicos e de inovação. Para isso, foi renovado o Programa Bolsa Jovens Talentos, uma parceria entre a Capes, CNPq e IEL. Serão oferecidas 200 bolsas (100 Capes e 100 CNPq) nos valores que variam de R$ 4 mil e R$ 7 mil. Os profissionais atuarão nas Unidades e Polos Embrapii, contribuindo com sua expertise no desenvolvimento de projetos de inovação.

Volvo expande serviços conectados em automóveis

Proprietário pode enviar informações de navegação para carro
Proprietário pode enviar informações de navegação para carro
VOLVO/DIVULGAÇÃO/JC
A fabricante sueca Volvo Cars está lançando uma gama de atualizações para seu o programa global de serviços conectados e para a interface Sensus. Uma novidade é que serviço inovador de entregas embutido no aplicativo do Volvo On Call para smartphone, lançado em 2015, está pronto para expandir para mais países em 2017.
Com isso, os proprietários de modelos Volvo agora poderão enviar informações de navegação para destinos baseados em suas agendas diretamente para os seus automóveis, encontrar postos de gasolina próximos e receber ajuda para encontrar o carro em grandes áreas de estacionamento ou ruas desconhecidas.
A fabricante sueca realizou ainda um refinamento gráfico na interface Sensus para os usuários tanto do novo XC60 quanto na sua Série 90 de automóveis.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia