Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de março de 2017. Atualizado às 11h40.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

reino unido

Alterada em 16/03 às 11h41min

Medida do Brexit recebe aprovação da Rainha e se torna lei no Reino Unido

A medida parlamentar que autoriza o início das negociações formais da separação entre o Reino Unido e a União Europeia recebeu aprovação real e se tornou lei nesta quinta-feira (16).
Com anúncio, feito pelo presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, o governo da primeira-ministra Theresa pode agora invocar a qualquer momento o artigo 50 da União Europeia, que dá início ao período de dois anos de negociações.
A medida passou pelo Parlamento na segunda-feira, mas precisava de consentimento da Rainha Elizabeth II para se tornar lei, o que é uma mera formalidade: nenhum monarca se recusou a assinar lei em mais de 300 anos.
May avisou que pretende invocar o artigo 50 até 31 de março. Sob os termos da UE, o Reino Unido não será mais considerado membro do bloco após esses dois anos de negociação. O governo britânico quer concluir um novo tratado de livre comércio neste período. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia