Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de março de 2017. Atualizado às 22h30.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Carlos Pires de Miranda

Gastronomia

muito prazer

Notícia da edição impressa de 17/03/2017. Alterada em 16/03 às 16h57min

Para as tardes de domingo

MARCELO SCHMIDT/DIVULGAÇÃO/JC
Não havia outro caminho: a julgar pelo que mostrara na temporada anterior, a reabertura do brunch (foto maior) no Plaza São Rafael era a melhor das possibilidades. E foi mesmo, aprimorada pela inclusão de novas iguarias, a manutenção dos best-sellers e o serviço categorizado que sempre foi marca da rede. Toalhas, guardanapos de tecido e sousplats brancos formam um elegante contexto no salão do Le Bon Gourmet, ainda mais bonito do que antes.
Balcão com sucos, espumantes, amplas mesas com itens como bruschettas de salmão defumado, minibrioches caprese, filé ao molho de champignons, sopa-creme, além de tentações que compuseram o prato inicial do colunista: na foto abaixo, em sentido horário, estão minibatata rosti (no alto, ao centro), lâminas de presunto ibérico 18 meses, preciosa quiche de alho-poró com Gorgonzola, um indefectível croque monsieur e fatia de rocambole de cream cheese, rúcula, palmito e champignons - esta uma proposta atraente que, na execução, resultou indesejavelmente adocicada.
Todos os itens dos bufês são claramente identificados, como preconizo há pouco mais de 40 anos. E ainda há crepes salgados e doces, preparados na hora.
Entre as sobremesas, destaque para as três que aparecem na foto acima: delicada minirrosa de maçã, mousse crocante de chocolate e, acima, mimo de Azeitão, região ao Sul de Lisboa e berço do conhecido vinho Periquita. A receita dos mimos nasceu nos conventos portugueses, tem base de amêndoas e doce de ovos e, nas mãos do pâtissier do Plaza, tornou-se irresistível.
O brunch custa R$ 83,00 ( 10%), das 11h às 15h de domingos, com música instrumental ao vivo de César e Jorge. Estacionamento com manobristas. Reservas: tel. (51) 3220-7000.

Uma dupla talentosa - e inquieta

Os irmãos Zambon, Gabriel e Rodrigo
Os irmãos Zambon, Gabriel e Rodrigo
DIVULGAÇÃO/JC
Esses dois aí na foto são os irmãos Zambon, Gabriel e Rodrigo, que conheci recém-retornados de Londres, depois de cumprirem temporadas por restaurantes de lá, antecedidas por cursos de formação em alta gastronomia. Aqui criaram o Seasons, onde passei a admirar o talento que demonstravam no comando de uma pequena, funcional e atuante cozinha.
Há pouco mais de um ano inauguraram The Chefs, hamburgueria instalada no local em que funcionou o Sanduíche Voador, lembram? Em seguida, dobrando a esquina da pracinha Maurício Cardoso, veio A Pizza, depois A Massa (de novo na Dinarte Ribeiro), mais recentemente lançaram a Pizza Na Mão (rua Hilário Ribeiro 292) - e ficamos assim, porque os nomes das casas são autoexplicativos.
Como raramente vou a inaugurações, nem perguntei a eles, apenas deduzi que os irmãos haviam decidido rejuvenescer e popularizar seus negócios, e ganhar mais dinheiro, ao tempo em que tratavam de açambarcar os espaços disponíveis no Moinhos. Jamais imaginei que desistiriam do Seasons, a casa mãe dessa história toda. Pois se preparem para duas notícias. A ruim é que o Seasons fechou, em seu lugar agora funciona apenas a cozinha de A Massa. A boa é que ele irá reabrir - ainda sem data e lugar definidos, conforme me garantiu sábado um membro do staff.
Ainda bem, os órfãos da cozinha do Seasons agradecem.

Duas perdas na vida gastronômica da cidade

Floriano Spiess estabeleceu-se com a Fiore Officina di Pizzas (próximo ao Iguatemi)
Floriano Spiess estabeleceu-se com a Fiore Officina di Pizzas (próximo ao Iguatemi)
DIVULGAÇÃO/JC
Comentário da semana passada, sobre as baixas que os desgovernos na economia do Brasil causaram na vida gastronômica de Porto Alegre, mereceu várias mensagens de apoio de leitores. Há alguns restaurantes que não cito, mas sei que balançam ao sabor da crise. Entre tantas perdas já ocorridas, saliento duas, inestimáveis: o restaurante de Floriano Spiess e o Xavier 260.
O chef catalão Xavier Gamez poderá ter seu talento apreciado no Gastronômade, que acontece neste domingo no Butiá (Itapuã), com almoço em sete etapas e vinhos da Valontano. Ou em São Paulo, para onde se transferiu - lá, o mercado é quase inesgotável, pode absorver novos projetos, como os que ele tem em mente.
Já Floriano Spiess (foto), um dos grandes chefs desta década, estabeleceu-se com a Fiore Officina di Pizzas (próximo ao Iguatemi), que abre diariamente a partir de 18h30min (tel. 3273-7689), mas consta que ainda aceita mostrar sua arte em eventos especiais.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia