Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 13 de março de 2017. Atualizado às 22h39.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Carlos Pires de Miranda

De Olho na tevê

Notícia da edição impressa de 14/03/2017. Alterada em 13/03 às 21h42min

Noite de bom futebol

O favoritismo é do Grêmio, a obrigação de vencer, essa é mais do Brasil de Pelotas, que cumpre magérrima campanha neste Gauchão - depois da do Inter, é a que traz maior frustração de expectativa. Uma vitória xavante pode ser o bálsamo que a torcida espera e merece; se os tricolores vencerem, subirão à vice-liderança, ainda a quatro pontos do líder Novo Hamburgo.
Fazendo o dever de casa
Grêmio e Inter, como se previa, obtiveram vitórias fáceis semana passada, respectivamente por Libertadores e Copa do Brasil. O grupo do Grêmio é o menos concorrido da competição, a próxima fase é uma certeza e há que se elogiar as contratações feitas ou já encaminhadas pela direção - sem extravagâncias. O Inter até agora só pegou moleza, mas na quarta fase tudo pode mudar: o sorteio vai colocar qualquer um no seu caminho. O que significa Cruzeiro, Fluminense, Sport, São Paulo, Corinthians e por aí vai...
Vem aí novo DVD do Inter
Se chegasse ao extremo de providenciar mais um ridículo DVD, o Inter teria que incluir um pênalti não marcado a favor do Ju no primeiro tempo, alguma coisinha do Grenal e muito do Brasileirão passado, que mesmo com arbitragens simpáticas levou os colorados à Série B. A verdade é que o nível das arbitragens - no Gauchão e além dele - anda de mal a pior. O Inter tem razão em reclamar, perder um jogo nos acréscimos é sempre doloroso, com erro do juiz, dói ainda mais. Mas colocar o campeonato sob suspeita parece coisa de torcedor, cego pelo fanatismo.
É tudo culpa da arbitragem?
Suspeitar da lisura do Gauchão por um pênalti mal marcado? Ora, o Inter precisa arranjar uma desculpa melhor - não para a derrota contra o Ju, que em Caxias é resultado normal -, mas para seu constante e vexatório namoro com a zona de rebaixamento. E se olharmos com lupa a performance colorada neste 2017, teremos o quê? Superar o Princesa do Solimões e o Oeste é como vencer o time do sindicato. O Sampaio Corrêa, coitado, vai tomar outra goleada no Beira-Rio. Isso vai somar alguma coisa ao pobre futebol colorado nesta temporada? Ou tudo é culpa do juiz?
Lava Jato chega aos estádios da Copa
Se os estádios da Copa do Mundo fossem construídos a partir de hoje, custariam mais da metade do que custaram? Haveria essa profusão de novas e inúteis arenas ou os jogos se realizariam em cinco ou seis cidades, que hoje sediariam jogos rentáveis? Penso que a Lava Jato irá lançar luzes sobre o superfaturamento de obras como as do Maracanã, do Mané Garrincha, das arenas das Dunas, da Amazônia, do Pantanal, de Pernambuco, o Castelão, a Fonte Nova... Elas foram inicialmente orçadas em R$ 1,3 bilhão, custaram várias vezes mais. Sem falar na luxuosa Arena Corinthians, que teve seu custo estimado em R$ 380 milhões - hoje, a dívida do clube por ela é de R$ 1,25 bilhão. Onde foi parar tanto dinheiro?
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia