Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de março de 2017. Atualizado às 21h57.

Jornal do Comércio

Viver

COMENTAR | CORRIGIR

Cinema

Notícia da edição impressa de 10/03/2017. Alterada em 09/03 às 17h49min

mais

Clássico de Alan Resnais, Hiroshima, meu amor (1959) volta aos cinemas em versão restaurada. O longa apresenta uma atriz francesa (papel de Emmanuelle Riva) que chega em Hiroshima para gravar um filme sobre a paz. Lá, se envolve com um arquiteto japonês e relembra um antigo amor.
Indicado ao Prêmio César por sua atuação, o francês François Cluzet (Intocáveis) estrela Insubstituível. O filme de Thomas Lilti destaca o médico de uma região rural. Quando este adoece, uma recém-formada chega para tentar ajudá-lo a se adaptar a uma nova vida e também para substituí-lo nos serviços.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia