Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 28 de fevereiro de 2017. Atualizado às 22h49.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Ciência

Notícia da edição impressa de 01/03/2017. Alterada em 28/02 às 22h06min

OMS divulga lista de bactérias mais resistentes

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou, pela primeira vez, na segunda-feira, uma lista de bactérias super-resistentes cujo combate deve ser priorizado, uma vez que oferecem perigo concreto à humanidade. O órgão, vinculado à ONU, fez ainda um apelo pelo desenvolvimento de novos antibióticos capazes de tratar as doenças causadas por esses micro-organismos.
O órgão listou 12 famílias de bactérias que considera especialmente perigosas. Três delas - Acinetobacter, Pseudomonas e vários representantes das Enterobacteriaceae - são classificadas como "críticas". Neste grupo estão as principais causadoras de infecções hospitalares, responsáveis por problemas muitas vezes fatais, como infecções na corrente sanguínea e pneumonias. A OMS listou ainda duas outras categorias, de alta e de média prioridade, relacionadas a doenças mais comuns, mas que também têm se tornado progressivamente mais resistentes, como a gonorreia e as intoxicações alimentares.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia