Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017. Atualizado às 14h35.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Direitos Humanos

Alterada em 17/02 às 15h36min

Brasileiro recebe reconhecimento internacional por luta contra a fome

José Graziano, é diretor-geral da ONU para Alimentação e Agricultura (FAO)

José Graziano, é diretor-geral da ONU para Alimentação e Agricultura (FAO)


FAO/DIVULGAÇÃO/JC
Agência Brasil
O brasileiro José Graziano, diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), foi eleito pela revista América Economia um dos latino-americanos mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido contra a fome e a má nutrição.
No ranking Latino-americanos Globais - 2016, a revista também destaca os esforços de Graziano na promoção da cooperação Sul-Sul, na busca de soluções de desenvolvimento entre os países do Hemisfério Sul para a segurança alimentar e para o desenvolvimento sustentável.
"O reconhecimento das pessoas é o reconhecimento das ideias e as causas pelas quais dedicam a vida. Nesse caso, trata-se de um reconhecimento ao desenvolvimento rural na luta contra a fome na América Latina e em todo o mundo", afirmou Graziano.
Recentemente, durante a 5º Cúpula da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), o diretor-geral da FAO destacou o empenho da América Latina e do Caribe em erradicar a fome, com a implantação do Plano de Segurança Alimentar, Nutrição e Erradicação da Fome.
O plano, elaborado com o apoio da FAO, promove políticas públicas integrais para reduzir a pobreza, melhorar as condições do mundo rural, adaptar a agricultura às mudanças climáticas, acabar com o desperdício de alimentos e fazer frente ao risco de desastres.
A revista também reconhece a liderança do papa Francisco, que tem acompanhado de perto os esforços da FAO para fortalecer os vínculos entre a paz e a segurança alimentar, a mitigação das mudanças climáticas e o desenvolvimento sustentável; a trajetória do presidente do Massachusetts Institute of Technology (MIT), Rafael Reif; e o papel do diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), o também brasileiro Roberto Azevêdo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia