Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017. Atualizado às 21h35.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 17/02/2017. Alterada em 16/02 às 22h32min

Réplica sobre a Lava Jato

Em relação à opinião publicada na coluna Palavra do leitor, edição de 16/02/2017 do Jornal do Comércio, do senhor Luis Augusto Fialho de Fialho, sob o título Em defesa da Lava Jato, gostaria de dizer o seguinte: Ao invés de se fazer uma defesa à Lava Jato dever-se-ia fazer um grande movimento popular de cobrança à Operação Lava Jato. Cobrança de efetividade nas suas operações, contra todos os partidos. Cobrança para que o juiz Sérgio Moro tenha atitudes de magistrado, e não de promotor, inclusive que o mesmo demonstre a sua imparcialidade prendendo e investigando todos os políticos de todo e qualquer viés, e não somente do PT. O que a Lava Jato precisa é de uma forte cobrança nas suas responsabilidades, de forma a praticar menos sensacionalismo e gerar menos desemprego com atitudes midiáticas, quebrando parte da indústria pesada nacional, o que poderia ser evitado com acordos de leniência responsáveis, e não com interesses difusos claramente percebidos na questão da energia. Uma operação deste porte não pode ser tutelada por uma rede nacional de televisão, não pode ficar jurisdicionada apenas em um juiz de primeira instância, não pode ser refém de vazamentos seletivos e tampouco pode ter qualquer de suas audiências não publicizadas, assim como os atos do referido juiz. (João Gilnei S. de Borba, sócio administrador da Nutressencial Alimentos Ltda.)
Correios
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia