Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 28 de fevereiro de 2017. Atualizado às 21h38.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Tributos

Notícia da edição impressa de 01/03/2017. Alterada em 28/02 às 20h56min

Receita estimula municípios a acertar contas

Maior parte dos débitos das prefeituras é previdenciária e totaliza o montante de R$ 53 bilhões

Maior parte dos débitos das prefeituras é previdenciária e totaliza o montante de R$ 53 bilhões


FREEIMAGES.COM/ANA PAULA APRATO/ARQUIVO/JC
A Receita Federal tem se articulado para turbinar a arrecadação com o programa de regularização tributária. Os municípios têm um montante robusto de dívidas. No total, são R$ 55 bilhões em débitos tributários e previdenciários elegíveis, segundo informações da Receita. O governo conta com o parcelamento de débitos - além da repatriação de recursos no exterior - para compor a receita e conseguir fechar as contas deste ano.
A maior parte dos débitos das prefeituras é previdenciária: R$ 53 bilhões. Outros R$ 2 bilhões são referentes a dívidas tributárias. O valor devido pelas prefeituras é cinco vezes maior do que o Fisco espera arrecadar com todo o programa de regularização. A expectativa oficial é de apenas R$ 10 bilhões.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia