Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 10 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h39.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

Artigo

Notícia da edição impressa de 11/01/2017. Alterada em 10/01 às 22h32min

Aprendendo a aprender

Thiago Saul Borges
Quando eu comecei a trabalhar formalmente, ali pelo ano 2000, tinha o costume de grudar nos caras mais velhos, que obviamente sabiam mais que eu, para ver se absorvia toda aquela sabedoria e experiência deles. Mas percebi que esse não era o comportamento da maioria dos jovens da minha época.
Os millenialls - aquela geração que era muito jovem pro LP e muito velha pro CD - agora já são trintões. E aquele comportamento, que em época de pleno emprego era de autossuficiência, se transformou em frustração. São pessoas que não conseguem sair da casa dos pais, porque ganham pouco, nem conseguem realizar o sonho de "largar tudo e viajar", porque, afinal, não tem mais tanto emprego por aí.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia