Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h34.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Turquia

Notícia da edição impressa de 12/01/2017. Alterada em 11/01 às 22h35min

Governo prende 60 empresários acusados de participação em golpe

Um tribunal da Turquia ordenou a prisão de 60 empresários suspeitos de envolvimento com a tentativa de golpe de Estado ocorrida em julho de 2016, que a Turquia alega ter sido planejada pelo clérigo exilado nos EUA Fethullah Gulen.
De acordo com a agência estatal Anadolu, 110 pessoas foram levadas perante a Corte sob acusação de "filiação a uma organização terrorista". Dessas, 50 receberam liberdade condicional, ficando impedidas de sair do país. Os suspeitos são acusados de pertencer ao movimento de Gulen, que a Turquia acusa de orquestrar a tentativa de golpe.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia