Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de janeiro de 2017. Atualizado às 14h49.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

ESTADOS UNIDOS

11/01/2017 - 15h30min. Alterada em 11/01 às 15h50min

Trump diz que seus dois filhos vão gerenciar a Trump Organization

 Os mais de 250 jornalistas no evento concentraram suas perguntas sobre a Rússia e a relação do republicano com Vladimir Putin

Os mais de 250 jornalistas no evento concentraram suas perguntas sobre a Rússia e a relação do republicano com Vladimir Putin


TIMOTHY A. CLARY/AFP/JC
O novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que no final de semana recebeu uma proposta de US$ 2 bilhões para fazer um negócio em Dubai, mas resolveu recusar a operação. O republicano usou este exemplo para ressaltar que pode ele vai passar a condução de seus negócios para seus dois filhos e um sócio.
Ao falar de seus negócios, Trump chamou para a entrevista a advogada Sheri Dillon para explicar a separação das operações de seu conglomerado com suas funções de presidente dos EUA. Ela comparou as finanças de Trump às do bilionário Nelson Rockefeller quando este se tornou vice-presidente.
Na entrevista, a advogada explicou que os ativos de Trump serão passadas para uma Trust, que será administrada por seus filhos e um sócio em um esforço para evitar conflitos de interesse.
A advogada ressaltou ainda que Trump planeja doar para o governo dos EUA qualquer royalties que estrangeiros paguem para seus hotéis, incluindo um novo empreendimento que começou a funcionar ao lado da Casa Branca. "Desta forma, será o povo americano que vai lucrar", disse a advogada.
Os mais de 250 jornalistas no evento concentraram suas perguntas sobre a Rússia e a relação do republicano com Vladimir Putin. Trump ressaltou diversas vezes que não tem negócios com a Rússia, nem empréstimos. "Não sei se vou me dar bem com Putin, mas acredito que sim."
Trump disse que relações melhores com a Rússia serão positivas para os EUA. Ele ressaltou ainda que hackers russos tentaram invadir os computadores do Partido Republicano, mas não conseguiram. "A Rússia não tem material comprometedor contra mim", afirmou na entrevista.
Uma repórter insistiu para Trump mostrar sua declaração de Imposto de Renda, que até agora ele evitou fazer. É comum nos EUA os presidentes revelarem suas declarações. O republicano respondeu que os únicos interessados na sua declaração são os jornalistas, não o povo americano.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia