Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h34.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Vôlei

Notícia da edição impressa de 12/01/2017. Alterada em 11/01 às 22h36min

Após mais de 15 anos, Bernardinho deixa comando da seleção masculina

A história vitoriosa de Bernardinho à frente da seleção brasileira masculina de vôlei chegou ao fim. No comando da equipe desde 2001, o treinador não renovou seu contrato para o próximo ciclo olímpico. Seu substituto será Renan Dal Zotto, integrante da "geração de prata" vice-campeã dos Jogos de Los Angeles, em 1984. Ele atuava como diretor de seleções da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).
Radamés Lattari, que assume o posto deixado vago por Dal Zotto, negou qualquer atrito de Bernardinho com a CBV. "Ele falou que precisava dar mais atenção à família, ao pai. Quer estar um pouco mais próximo das filhas", afirmou.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia