Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 04 de janeiro de 2017. Atualizado às 20h45.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

automobilismo

Alterada em 04/01 às 21h50min

Peterhansel vence terceira etapa do Rally Dakar, mas Loeb mantém liderança

A dupla francesa formada pelo piloto Stéphane Peterhansel e o navegador Jean-Paul Cottret venceu nesta quarta-feira a terceira etapa do Rally Dakar, na competição dos carros, entre as cidades argentinas de San Miguel de Tucumán e San Salvador de Jujuy, com distância total de 780km. No trecho cronometrado de 364km, Peterhansel fez a marca de 4h18min17s.
Na etapa desta quarta, os espanhóis Carlos Sainz e Lucas Cruz ficaram na segunda colocação, 1min54s atrás dos líderes, enquanto o francês Sebastien Loeb e o monegasco Daniel Elena foram os terceiros colocados, com desvantagem de 3min08s.
Com um ótimo desempenho durante quase todo o percurso e com grandes chances de sair como vencedores da terceira etapa, Nasser Al-Attiyah (Catar) e Matthieu Baumel (França) tiveram uma quebra, perdendo uma das rodas, e finalizaram o trecho na última posição.
Único brasileiro na disputa dos carros, o piloto Sylvio Barros, ao lado do navegador italiano Rafael Capoani, terminou a etapa na 15.ª colocação, com o tempo de 4h55min22 e uma penalidade de 2 minutos. Ele aparece na 26.ª posição geral.
Apesar da terceira colocação na etapa, Loeb se manteve na liderança geral do rali, com o tempo total de 6h54min56s. Sainz aparece na segunda posição, a 42s, enquanto Peterhansel é o terceiro, 4min18s atrás do primeiro colocado.
Entre as motos, o espanhol Joan Barreda foi muito superior aos rivais e fez o melhor tempo da terceira etapa com a marca de 4h23min41s, impressionantes 13min29s à frente do segundo colocado Sam Sunderland, da Inglaterra.
O desempenho elevou Barreda à liderança com uma boa vantagem na busca pelo seu primeiro título no Rally Dakar, 11min20s à frente de Sunderland. O atual campeão Toby Price (Austrália) é o quinto 17min19s atrás do líder.
Entre os quadriciclos, o trecho de 364km foi transposto em quase seis horas de duração. Ao final, o argentino Gaston Gonzales chegou a San Salvador de Jujuy com o tempo de 5h58min39, seguido pelo chileno Ignacio Casale, 4min19 atrás do líder.
Na classificação geral dos quadriciclos, entretanto, a classificação aparece invertida. Casale lidera com 4min37 de frente a González. Pablo Copetti é o terceiro, com 18min06s de desvantagem.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia