Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de janeiro de 2017. Atualizado às 16h50.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

comércio exterior

Alterada em 11/01 às 17h52min

China adverte contra combinação de preços por empresas de eletrodomésticos

O regulador de preços da China advertiu várias empresas nacionais de eletrodomésticos para que não combinem os preços, em meio a uma série de aumentos nesses itens. Autoridades disseram a executivos das companhias que elas não devem fechar acordos para aumentar os preços no varejo, ou serão punidas pela lei, afirmou em comunicado divulgado nesta quarta-feira a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma.
O órgão não mencionou quais empresas participaram da reunião sobre o assunto, na segunda-feira. A alta nos preços de commodities aumentou o custo de alguns produtos elétricos para casa, como aparelhos de ar-condicionado e televisores, segundo analistas.
O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) subiu 5,5% em dezembro, na comparação com igual mês do ano anterior, segundo dados oficiais divulgados na terça-feira. O PPI saiu do território deflacionário em setembro e tem acelerado desde então. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia