Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de janeiro de 2017. Atualizado às 16h36.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 11/01 às 17h39min

Após fala de Trump, ouro fecha em alta e alcança maior nível em 6 semanas

O contrato futuro de ouro fechou em alta na sessão desta quarta-feira, impulsionado pelo recuo do dólar e pela primeira entrevista coletiva do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.
O contrato para fevereiro, negociado na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex) fechou em alta de 0,94%, a US$ 1.196,60 por onça-troy. É o maior valor do ouro nas últimas seis semanas.
Os preços do ouro reverteram as perdas do início da sessão e passaram a avançar após a fala de Donald Trump. Alguns investidores se decepcionaram com a coletiva de imprensa do bilionário, que forneceu poucos detalhes sobre seus planos para cortar impostos e aumentar os gastos com infraestrutura.
"Os mercados estavam à procura de clareza, e eles não obtiveram", disse Peter Hug, diretor de comércio global da Kitco Metals.
O dólar, que virou e passou a cair ante moedas principais com a fala de Trump, também influenciou os preços do ouro. O metal precioso, que é cotado em dólar, tende a subir quando a moeda americana recua, já que fica mais barato para investidores que operam em outras divisas. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia