Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de janeiro de 2017. Atualizado às 09h44.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Petróleo

Alterada em 11/01 às 10h46min

Produção média de petróleo no Brasil fecha 2016 com recorde anual, diz Petrobras

Estatal informou que, pelo segundo ano consecutivo, cumpre planejamento de produção

Estatal informou que, pelo segundo ano consecutivo, cumpre planejamento de produção


AGÊNCIA PETROBRAS/DIVULGAÇÃO/JC
A Petrobras anunciou os dados de produção de 2016 e também do mês de dezembro, o qual gerou novos recordes. No acumulado do ano passado, porém, a companhia fechou no mesmo patamar que em 2015 nos volumes de óleo e gás no Brasil e no exterior. Ainda assim, a estatal destaca que em 2016 atingiu sua meta de produção pelo segundo ano consecutivo.
A produção média de petróleo no Brasil alcançou em 2016 recorde histórico anual, com 2.144.256 barris por dia (bpd), 0,75% maior que em 2015 e, como reforça o comunicado, "em linha com a meta de 2,145 milhões bpd prevista para o período". "Pelo segundo ano consecutivo, a Petrobras cumpre o planejamento previsto, reforçando o compromisso com a previsibilidade de suas projeções", disse a estatal.
No pré-sal, a média anual também foi recorde, de 1,02 milhão de barris de óleo por dia, 33% acima de 2015. Em gás natural, a produção própria ficou em "inéditos" 77 milhões m3 diários. Assim, a produção total no Brasil fechou o ano em 2,63 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), 1% acima de 2015, e novo recorde histórico.
A companhia cita como principais razões para esse aumento no ano o crescimento da produção nos campos de Lula e de Sapinhoá, no pré-sal da Bacia de Santos, e a área do Parque das Baleias, na Bacia de Campos, bem como o início da operação de três sistemas no pré-sal na Bacia de Santos (dois em Lula e um em Lapa).
A Petrobras informa ainda que o índice de aproveitamento de gás no Brasil também foi recorde anual, de 96%, devido a programas de melhoria da eficiência operacional e otimização do aproveitamento do insumo.
Por sua vez, a produção média de petróleo no exterior em 2016 caiu 19%, para 80 mil bpd, na comparação com o ano anterior. A de gás natural recuou 11%, para 13,7 milhões m3/dia. A Petrobras atribui a redução principalmente aos desinvestimentos realizados, como a venda da Petrobras Argentina.
A produção média de óleo no Brasil e no exterior no ano passado foi de 2,22 milhões de bpd, enquanto a produção média anual de óleo e gás fechou em 2,79 milhões boed, mesmo patamar da produção de 2015.

Dezembro marca novo recorde de produção

Outros recordes foram contabilizados no mês de dezembro. A produção média de petróleo no Brasil superou pela primeira vez 2,3 milhões bpd, 3% a mais que em setembro de 2016, o recorde anterior. A empresa diz, inclusive, que no dia 28 de dezembro a produção bateu 2,4 milhões de barris.
Quanto a gás natural, o crescimento da produção foi de 2% sobre novembro, para 81,8 milhões m3/dia. A produção de óleo e gás no Brasil representou novo recorde mensal, com 2,82 milhões de boed, alta de 3% sobre o mês de novembro e de 6% ante dezembro de 2015.
Na camada pré-sal, dezembro teve novo recorde mensal, de 1,27 milhão bpd de petróleo, 9% maior que em novembro. No dia 29 de dezembro foi registrado recorde diário, de 1,34 milhão de barris. Somada à de gás, a produção no pré-sal ficou em 1,58 milhão de boed, 45% maior que em dezembro de 2015 e também novo recorde mensal.
No exterior, óleo respondeu por 61 mil bpd e gás teve a produção média de 10,3 milhões m3/dia. Dessa forma, no mês foram produzidos no exterior 122 mil boed. Ao todo, a produção de petróleo e gás no Brasil e no exterior em dezembro foi a 2,94 milhões boed, novo recorde mensal.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia