Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de janeiro de 2017. Atualizado às 07h14.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Bolsas asiáticas fecham sem direção única, à espera de coletiva de Trump

As bolsas da Ásia fecharam sem direção única nesta quarta-feira (11), com os investidores à espera da primeira coletiva de imprensa do presidente eleito dos EUA, Donald Trump.

Trump fala a partir das 14h (de Brasília) e há alguma expectativa de que ele mencione detalhes de seus planos de estímulos fiscais, que vêm gerando muita especulação e ajudaram a impulsionar os mercados asiáticos, europeus e de Nova Iorque nos últimos meses.

No Japão, o índice Nikkei subiu 0,33%, a 19.364,67 pontos, em meio ao enfraquecimento do iene frente ao dólar durante a madrugada, fator que tende a beneficiar ações de exportadoras negociadas em Tóquio.

Nos mercados chineses, por outro lado, o dia foi de aparente realização de lucros. O Xangai Composto teve baixa de 0,79%, a 3.136,75 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 1,05%, a 1.968,43 pontos. Já em Hong Kong, o Hang Seng avançou 0,84%, a 22.935,35 pontos.

Em outras partes da região asiática, o sul-coreano Kospi subiu 1,47% em Seul, a 2.075,17 pontos, favorecido por um salto de 4,06% da Samsung Electronics, enquanto o Taiex apresentou queda marginal de 0,04% em Taiwan, a 9.345,74 pontos, e o filipino PSEi caiu 0,58% em Manila, a 7.321,82 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana voltou ao terreno positivo, após uma breve interrupção ontem, graças ao bom desempenho de mineradoras. O S&P/ASX 200 subiu 0,2% em Sydney, a 5.771,50 pontos.

No setor minerador da Austrália, os ganhos das ações variaram de 2,6% a 4,5%, após os preços do minério de ferro e do cobre reagirem em forte alta aos últimos números de inflação ao produtor da China, que foram publicados no fim da noite de segunda-feira e vieram bem acima das expectativas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia