Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 10 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h15.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

10/01/2017 - 20h45min. Alterada em 10/01 às 22h18min

Dólar fecha sem direção única em Nova Iorque com cautela antes de entrevista de Trump

O dólar não apresentou direção definida nesta terça-feira (10), ante seus principais rivais devido à cautela por parte dos investidores para a primeira entrevista coletiva do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, que será concedida amanhã.
Na tarde desta terça-feira em Nova Iorque, o dólar caía de 116,04 ienes na tarde de ontem para 115,63 ienes; o euro recuava de US$ 1,0571 para US$ 1,0564; e a libra avançava de US$ 1,2161 para US$ 1,2170.
Os investidores reagiram com cautela no mercado de câmbio nesta terça-feira devido a expectativas sobre a primeira coletiva de Donald Trump desde que venceu as eleições presidenciais americanas em novembro. Analistas apontaram divergências entre alguns dos nomeados do bilionário para a equipe econômica de seu governo, com alguns nomes mais protecionistas e outros mais adeptos do livre comércio.
Já o peso mexicano chegou ao patamar mais baixo ante a divisa americano devido ao contínuo nervosismo dos investidores sobre o impacto do governo Trump sobre o México. "As posições especulativas contra o peso aumentaram devido ao nervosismo relacionado com o início de Trump na Casa Branca", disse o Banco Base.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia