Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 09 de janeiro de 2017. Atualizado às 18h32.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura internacional

Alterada em 09/01 às 19h33min

Executivo da Honda diz que tuítes de Trump são sinais de um 'novo dia'

O vice-presidente executivo da Honda, John Mendel, afirmou que os tuítes do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, são um sinal do "novo dia", já que pressionam os fabricantes de automóveis sobre a produção mexicana e ameaçam aumento de impostos na fronteira caso os produtos não sejam construídos em solo americano.
"As mídias sociais chegaram a Washigton", disse Mendel. Ele se questionou se "seria diferente se tivéssemos um millenial eleito?". Para Mendel, ainda é "muito cedo" para avaliar as políticas de Trump. A Honda tem duas fábricas em território mexicano onde são construídas cerca de 1,6 milhão de unidades e 80 mil veículos são enviados aos EUA para venda.
Mendel tentou, ainda, defender a Honda de possíveis novas declarações de Trump. "Nós produzimos onde vendemos", disse o vice-presidente executivo da montadora. Ele aponta para a grande porcentagem da produção em solo americano.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia