Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h11.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Investimentos

06/01/2017 - 22h08min. Alterada em 06/01 às 22h12min

Fundos de investimento registram maior captação líquida desde 2010

De acordo com a Anbima, esta é a maior captação líquida em seis anos

De acordo com a Anbima, esta é a maior captação líquida em seis anos


PATRICIA COMUNELLO/Especial/JC
Os fundos de investimento registraram em 2016 captação líquida de R$ 109,1 bilhões em 2016, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Esse montante é superado na série histórica, que foi iniciada em 2002, somente pela captação anotada em 2010, de R$ 113,5 bilhões. Os fundos de previdência foram os que mais contribuíram para esse volume de entrada de recursos, com uma captação líquida recorde de R$ 48,2 milhões.
Em dezembro, o ingresso líquido foi de R$ 10 bilhões nos fundos de previdência, sendo o maior volume mensal já registrado pela categoria. "A alta procura pelos fundos de previdência reflete o cenário atual, em que a população aguarda definições em relação à reforma do sistema público. Esses produtos se mostram cada vez mais como alternativas para a formação de poupança complementar", afirma, em nota, Carlos Ambrósio, vice-presidente da entidade.
Em relação à rentabilidade, a modalidade ganhadora no ano passado foi o de ações, com valorização de 31,01% no tipo Índice Ativo, e de 26,41%, no tipo Livre.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia