Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h36.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

indústria

Notícia da edição impressa de 06/01/2017. Alterada em 05/01 às 21h08min

Abimaq considera mudanças no Finame boas

O presidente executivo da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), José Velloso, considerou que as mudanças anunciadas nesta quinta-feira pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes) nas condições de financiamento concernentes ao setor são, de forma geral, positivas. No entanto, ele afirmou que as medidas isoladas não têm força para retomar os investimentos.
"São medidas interessantes e necessárias, mas não são definitivas para acelerar o crescimento. O que vai determinar o crescimento do setor é a retomada da confiança do empresário, a queda drástica da Selic e a desvalorização do câmbio para um patamar de dólar a R$ 3,70", disse. "A Selic teria que ficar abaixo de 9% no fim de 2017, já que a expectativa de inflação no ano é de no máximo 5,5%", completou.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia