Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de janeiro de 2017. Atualizado às 17h26.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 06/01/2017. Alterada em 06/01 às 18h27min

Nova ponte do Guaíba

Em relação à matéria Movimento teme nova interrupção nas obras da nova ponte do Guaíba (Jornal do Comércio, 04/01/2017), ainda assim falam que a tal ponte estará pronta no final do próximo ano, em 2018. Será mesmo? Estou duvidando, já que os próprios funcionários da empreiteira falam que este prazo é impossível, pois têm famílias que moram nesta área. (Nali Marques, Porto Alegre)
Nova ponte do Guaíba II
Qual é a vantagem de se concluir a obra da nova ponte do Guaíba se todo o restante da estrada continuar abandonado e se perdendo? Há uma clara inversão de valores. A ponte do Guaíba não deve absorver a totalidade das verbas. (Rafael Lopes, Cachoeirinha/RS)
IPVA
Sobre o texto Arrecadação antecipada com IPVA chega a R$ 715,4 milhões (publicado no Jornal do Comércio, edição de 04/10/2017), com a entrada dos recursos do IPVA, o Estado vai pagar o salário atrasado dos servidores. Se bem me lembro, não foi para isso que o imposto foi criado, mas sim para ser empregado nas rodovias. Desta forma estamos sendo tributados injustamente. Vamos embora para Santa Catarina. (Amilcar Giacomet, Caxias do Sul/RS)
Feriados
Os argumentos dos industriais brasileiros são inconsistentes (Indústria poderá perder mais de R$ 66 bilhões com feriados nacionais, diz Firjan, Jornal do Comércio, 04/01/2016). Saibam que o país do mundo com mais feriados é a China e olhem só como vai a economia desse país... Ocorre que o brasileiro é um povo competente, mas seus dirigentes são de uma incompetência incomensurável. Resumindo: querem acabar até com os feriados de quem trabalha... Qual o adjetivo que poderia se tachar essa gente? Pode-se notar o mesmo movimento de direita lá na França também. (Aurea Luz Alencar)
Protetor solar
Esta questão do protetor solar é mais uma das tantas palhaçadas sem graça que temos que aturar neste País (Protetor solar deve ser utilizado o ano inteiro, Jornal do Comércio, edição de 03/01/2017). O câncer de pele é algo gravíssimo e um problema de saúde pública. O absurdo preço dos protetores proíbe a população de baixa renda de adquiri-los. O governo ganha com os impostos, mas devolve este valor e muito mais para tratar dos doentes. E os laboratórios e farmácias batem palmas e espiam na condição de abutres. (Nelson Noschang, Porto Alegre)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia