Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 09 de janeiro de 2017. Atualizado às 20h02.

Jornal do Comércio

Jornal da Lei

COMENTAR | CORRIGIR

Leitura

Notícia da edição impressa de 10/01/2017. Alterada em 09/01 às 20h13min

Psicologia criminal

Esta edição é marcada por revisões, atualizações e, sobretudo, por acréscimos de conteúdo, mais especificamente nos capítulos quatro e sete. Ao capítulo quatro, que trata da prisionização enquanto um dilema para o cárcere e um desafio para a comunidade, foram acrescidas considerações sobre o fenômeno da prisionização e o agente de segurança penitenciária. O sete também teve seu conteúdo ampliado para constar recentes projetos desenvolvidos no sentido de ampliação do GDUCC - Grupo de Diálogo Universidade, Cárcere, Comunidade. A obra discute interações sociais significativas entre o cárcere e a comunidade, bem como seus desafios.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia