Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 04 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h26.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Transporte público

Notícia da edição impressa de 05/01/2017. Alterada em 04/01 às 22h14min

Brasília e outras capitais decidem aumentar a tarifa no início do ano

Manifestantes consideraram excessivo o reajuste de 25% da passagem, de R$ 4,00 para R$ 5,00

Manifestantes consideraram excessivo o reajuste de 25% da passagem, de R$ 4,00 para R$ 5,00


FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM/ABR/JC
Em meio à crise econômica que atinge o País e com estados e prefeituras com graves dificuldades financeiras, capitais em todo o Brasil começaram 2017 com a tarifa do transporte público mais cara.
Brasília teve o aumento mais expressivo: o bilhete do metrô passou de R$ 4,00 para R$ 5,00, ou seja, um aumento de 25% - desde o último reajuste, em setembro de 2015, a inflação foi de 9,5%. O mesmo valor custará a passagem dos ônibus de longa distância, que levam passageiros do plano-piloto às cidades-satélites. Viagens de curta distância vão passar de R$ 3,00 para R$ 3,50. A mudança passou a valer na segunda-feira.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia