Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de dezembro de 2016. Atualizado às 14h59.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Teatro

10/12/2016 - 12h35min. Alterada em 12/12 às 16h03min

Protestos marcam entrega de prêmios a melhores do teatro em Porto Alegre

Artistas subiram ao palco para receber premiações e cobrar recursos e editais da prefeitura

Artistas subiram ao palco para receber premiações e cobrar recursos e editais da prefeitura


Rafael da Silva/Especial/JC
Michele Rolim
A cerimônia de entrega dos Prêmios Açorianos de Teatro Tibicuera de Teatro Infantojuvenil e Revelação 2016, na noite dessa sexta-feira (9), no Teatro Renascença, em Porto Alegre, foi marcada por protestos cobrando repasses de verbas pela prefeitura da Capital e contrários à extinção da TVE e FM Cultura. Cartazes com frases como “E aí prefeito? Vai pagar a conta?”, “Cadê o edital Usina das artes?”, “Prêmio de pior gestão Fortunati” subiram ao palco durante a cerimônia.
As frases denunciam o não pagamento do Fumproarte e até agora a não abertura do próximo edital Usina das Artes. O evento também encontrou, principalmente, na fala e nos gestos do diretor do Depósito de Teatro, Roberto Oliveira e do ator e dramaturgo Marcos Contreras um forte apelo às autoridades. Quando Contreras foi chamado no palco por vencer como Melhor Dramaturgia, ao lado de Diones Camargo, ele aproveitou a oportunidade para desabafar:
“Mais que um prêmio precisamos de respeito e dignidade”, disse ele deixando a sua estatueta no palco e fazendo o seguinte pedido “ Eu cedo esse prêmio pro gabinete do prefeito”. Roberto Oliveira também se juntou ao ator ao deixar no palco sua placa de homenageado, dizendo que não poderia aceitar uma homenagem de uma prefeitura que esta desmontando a sua cidade. Ele chamou a atenção para o edital da Usina das Artes e o fechamento do Condomínio Cênico Hospital Psiquiátrico São Pedro. “Prefeito coloque na mesa essa placa para lembrar do trabalhador da cultura.”
{'nm_midia_inter_thumb1':'http://jcrs.uol.com.br/_midias/jpg/2016/12/10/206x137/1_rafaeldasilva-1395040.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'584c13da58f1e', 'cd_midia':1395040, 'ds_midia_link': 'http://jcrs.uol.com.br/_midias/jpg/2016/12/10/rafaeldasilva-1395040.jpg', 'ds_midia': ' cerimônia de entrega dos Prêmios Açorianos de Teatro Tibicuera de Teatro Infantojuvenil e Revelação 2016, na noite dessa sexta-feira (9), no Teatro Renascença, em Porto Alegre, foi marcada por protestos cobrando repasses de verbas pela prefeitura da Capital e contrários à extinção da TVE e FM Cultura.', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': ' cerimônia de entrega dos Prêmios Açorianos de Teatro Tibicuera de Teatro Infantojuvenil e Revelação 2016, na noite dessa sexta-feira (9), no Teatro Renascença, em Porto Alegre, foi marcada por protestos cobrando repasses de verbas pela prefeitura da Capital e contrários à extinção da TVE e FM Cultura.', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '529', 'align': 'Left'}
Artistas cobraram abertura de edital para produções. Foto: Rafael da Silva/Especial/JC
Outros artistas falaram da resistência de se fazer arte e também criticaram o pacote de ajuste do governador José Ivo Sartori, que inclui a extinção da TVE e FM Cultura. Na cerimônia estava presentes o secretário adjunto da Cultura , Vinícius Cáurio, que se comprometeu a levar ao prefeito os apelos da classe teatral. O evento distribuiu prêmios em 31 categorias, sendo três delas o Prêmio de Júri Popular, que teve votação online pelo site da prefeitura.
O espetáculo Ramal 340 sobre a migração das sardinhas ou porque as pessoas simplesmente vão embora, que concorreu nas 12 categorias, levou os prêmios de Melhor Espetáculo, Melhor Cenografia e Melhor Figurino. No prêmio Tibicuera de Teatro Infantojuvenil, Andarilho levou seis troféus das 10 categorias em que concorreu.
Foram homenageados também nesta edição Nilton Filho, que há mais de 25 anos mantém o Teatro Nilton Filho, no bairro Menino Deus, em Porto Alegre. Houve uma performance da Cia Teatro Novo em homenagem a Ronald Radde e a outros artistas que faleceram neste ano. O público também pôde conferir uma cena do espetáculo Tempos de Solidão – Missa do Orfanato, do Projeto Ópera na Ufrgs, com regência de Diego Schuck e direção de Camila Bauer, além da apresentação da banda Som Central.

Vencedores Açorianos Teatro

MELHOR PRODUÇÃO: Grupo Pretagô, por AFROME
MELHOR TRILHA SONORA: Caio Amon, por HABITANTES D'ELA
MELHOR ILUMINAÇÃO: Fernando Ochôa, por O Método Arbeuq
MELHOR FIGURINO: Gustavo Dienstmann, por Ramal 340 sobre a migração das sardinhas ou porque as pessoas simplesmente vão embora
MELHOR CENOGRAFIA: Rodrigo Shalako, por Ramal 340 sobre a migração das sardinhas ou porque as pessoas simplesmente vão embora
MELHOR DRAMATURGIA: Diones Camargo e Marcos Contreras, por Parque de Diversões
MELHOR ATOR COADJUVANTE: Henrique Gonçalves, por Os dois gêmeos venezianos
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE: Letícia Kleeman, por Como Gostais
MELHOR ATOR: Rudinei Morales, por Brechó da Humanidade
MELHOR ATRIZ: Aline Marques, por Valdorf
MELHOR DIREÇÃO Maurício Casiraghi, por O casal Palavrakis
MELHOR ESPETÁCULO: Ramal 340 sobre a migração das sardinhas ou porque as pessoas simplesmente vão embora
Jurados do Prêmio Açorianos de Teatro 2016: Breno Ketzer Saul, Fabio Cunha, Lutti Pereira, Marcelo Johann, Márcia Azevedo do Canto, Maria Cecília Guimarães, Michele Rolim, Nelson de Magalhães, Pitti Sgarbi, Plínio Mosca, Renato Mendonça e Simone Butelli.

Vencedores Tibicuera de Teatro Infantojuvenil

MELHOR PRODUÇÃO: Rococó Produções Artísticas e Culturais, por Era Uma Vez: Contos, Lendas e Cantigas
MELHOR ILUMINAÇÃO: Leandro Gass, por Flamenco Imaginário
MELHOR FIGURINO: Antonio Rabadan, por Flamenco Imaginário
MELHOR CENOGRAFIA: Alex Limberger, Gustavo Dienstmann e Valquíria Cardoso por Andarilho
MELHOR TRILHA SONORA: Raquel Grabauska e Gustavo Finkler, por Cuidado que Ronca
MELHOR DRAMATURGIA: Lú Endress, por Andarilho
MELHOR ATOR COADJUVANTE: Henrique Gonçalves, por Era Uma Vez: Contos, Lendas e Cantigas
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE: Clarissa Siste, por A Dama e o Vagabundo em Paris
MELHOR ATOR: Gustavo Dienstmann, por Andarilho
MELHOR ATRIZ: Valquíria Cardoso, por Andarilho
MELHOR DIREÇÃO: Alex Limberger, por Andarilho
MELHOR ESPETÁCULO: Andarilho
Jurados do Prêmio Tibicuera de Teatro Infantojuvenil 2016: Mima Ponsi, Juliana Barros, Patrícia Ragazzon, Pedro Delgado, Plínio Marcos Rodrigues e Plínio Mosca.

Vencedores Revelação

MELHOR ATOR: Emílio Speck, por Homem Mãe
MELHOR ATRIZ: Hayline da Rosa Vitória, por Tabataba
MELHOR DIREÇÃO: Thais Andrade, por Aos sãos
MELHOR ESPETÁCULO: Aos sãos
Jurados do Prêmio Revelação 2016: Breno Ketzer Saul, Patrícia Maciel, Paulo Guerra e Silvana dos Santos Rodrigues.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia