Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 23 de dezembro de 2016. Atualizado às 11h16.

Jornal do Comércio

Perspectivas 2017

COMENTAR | CORRIGIR

Centros Culturais

Notícia da edição impressa de 23/12/2016. Alterada em 23/12 às 12h20min

Agenda cheia no Margs

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs) apresentará mais de 20 exposições no próximo ano. Para começar 2017, a instituição abre dia 3 de janeiro uma de suas maiores mostras - Uma possível história da arte do Rio Grande do Sul: a emergência de um sistema de arte local, fica aberta à visitação até o início de abril.
Também estão previstas as comemorações dos 25 anos do programa de pós-graduação em artes visuais da Ufrgs e uma exposição sobre arte contemporânea. Com curadoria de José Francisco Alves, a mostra Os cem anos de arte Contemporânea utilizará o acervo do Margs para registra a data.
Entre as exposições fotográficas, chamam a atenção os fotógrafos Kazuo Okubo, conhecido por seu enfoque em nu artístico, o gaúcho Tonico Alvares e, ainda, uma mostra de fotografias checas.
As atrações internacionais da programação para 2017 incluem nomes como o norte-americano Gene Johnson e João Otto Klepzig, da Alemanha, além de uma mostra sobre o pintor renascentista Albrecht Dürer.
A arte do Rio Grande do Sul ganha espaço na programação com nomes como os dos artistas plásticos Mauri Menegotto, Beatriz Susin e Vera Reichelt, e das artistas visuais Maristela Salvatori e Marilice Corona, Ângela Zaffari, dentre outros.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia