Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 21 de dezembro de 2016. Atualizado às 00h15.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Telecomunicações

Notícia da edição impressa de 21/12/2016. Alterada em 21/12 às 01h14min

Governo não vai abrir mão de multas da Oi

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, disse que o governo não vai abrir mão dos recursos que tem a receber da operadora Oi, que atravessa um processo de recuperação judicial, com dívidas de pelo menos R$ 65 bilhões.
Ao governo e à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as dívidas da Oi com multas chegam a R$ 20 bilhões. "A situação da Oi foge ao controle do governo. É um problema da Oi", comentou Kassab, após cerimônia realizada na Anatel. "É nosso interesse que ela consiga sair bem nessa recuperação judicial. O credor público não abrirá mão de suas receitas vindas das multas, até porque a legislação não permite."
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia