Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 21 de dezembro de 2016. Atualizado às 00h15.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Affonso Ritter

Observador

Notícia da edição impressa de 21/12/2016. Alterada em 21/12 às 01h14min

O salto da Bolsa de Valores

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) está fechando o ano com uma valorização em torno de 39%, o melhor resultado desta década, sendo que em 2010 foi de 1,07%; em 2011 de -18,56%; em 2012 de 7,56%; em 2013 de -16,52%; em 2014 de -4,91% e em 2015 de -11,9%. Segundo Alexandre Wolwacz, sócio do Grupo L&S - grupo de empresas na área de investimentos com sede em Porto Alegre - os setores mais poderosos do ano foram siderurgia, elétricas e bancos. E, entre os mais frágeis, a telefonia fixa, madeira e celulose. Algumas empresas do setor de comércio chegaram a valorizar 500%, comenta o especialista, que lembra ainda o feito da Petrobras, que chegou a valorizar quase 135% no ano.
A mudança de governo
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia