Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de dezembro de 2016. Atualizado às 07h53.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Dom Jaime Spengler

A voz do Pastor

Notícia da edição impressa de 29/12/2016. Alterada em 28/12 às 21h14min

Natal: encontro e desejo de paz

A festa solene do Natal do Senhor cria um ar que nos envolve na busca da paz. O nascimento de Jesus, o Cristo, em Belém, nos remete a dois aspectos ou valores que todo ser humano almeja, consciente ou inconscientemente: o encontro e a paz! 
A narrativa bíblica de Belém fala do encontro. Deus se encontra com a humanidade. Os pastores, os anjos, os animais, a natureza, os reis magos se encontram com José e Maria diante do Deus feito menino. A criação se encontra com seu criador-salvador. Ao aproximar-se o Natal, acende-se o desejo de encontrar ou reencontrar os entes amados. As comunidades se encontram para a celebração. As famílias preparam a ceia para se encontrar. Ao menos por um momento, procura-se esquecer as separações, desavenças e mágoas que ferem para uma trégua. Celebrar o Natal. Entra-se como num véu de paz ou de desejo dela. Nem que seja por uma noite, por um dia, os corações dizem: "É natal! Estamos juntos. Por hoje, por esta noite, vivamos alegria e paz. Comemoremos! Feliz Natal!".
O encontro dos pastores e dos reis leva à contemplação. Contemplar a criança. Quem não fica extasiado diante de um bebê? A humanidade terá perdido o senso de contemplação? Talvez! Porque ela só pode entrar pelo gesto de silêncio humilde que vê, reverencia e escuta. Os pastores foram capazes de escutar. Os reis magos escutaram e seguiram. Então puderam encontrar o que buscavam. Ou seja, o encontro já era desejo. No encontro com o Deus-Menino encontram a paz. Encontrar-se em família. Desejar-se a paz.
A avidez do consumo, a ida frenética às compras, a corrida cansativa do dia a dia nos distraem ou tentam sublimar o desejo incontido do qual todo o ser humano é tecido: a paz! Dentro de cada homem, de cada mulher há essa aspiração. Nem mesmo as violências que marcam nossas cidades e nossos bairros nos tiram o direito de desejá-la. A paz nos vem pela candura e inocência de uma criança. A voz de Deus nos vem pelas coisas mais simples. Nós é que complicamos os caminhos da paz.
Os fundamentalismos e extremismos não fazem parte da lógica do Natal. Esta é festa da alegria e da luz para todos os povos. Toda a humanidade é de Deus e o Menino-Deus é de toda a humanidade, pois, ao se fazer criança, quis desramar todas separações e exclusões. Ele assumiu os seres humanos por inteiro. A paz nasceu em Belém. Estava fora dos planos humanos, mas dentro do olhar de Deus. O pequeno se faz grande, e o periférico se torna centro porque Deus escolhe o ser humano, não sua posição ou seu status de lugar. E nós sabemos: todo ser humano, com seus dons e defeitos, contém em si o desejo do bem e da paz.
Vivemos um momento de trevas, e nosso Brasil passa por dias conturbados. Além de todas as divergências e antagonismos, há dentro do povo brasileiro o desejo sincero de dias melhores, dias com mais paz. E ela será fruto da justiça. Na festa do Natal só cabe alegria. Sim! Ao menos por um dia, por um tempo podemos nos alegrar e celebrar algo que dentro de nós palpita como desejo eterno. Todo esforço, toda organização social deve apontar para lá. Em meio às trevas que nos rondam, o Natal é sonhar a paz. E Deus quis, em Jesus, o Deus-Menino, sonhar conosco. Quem, em atitude de contemplação, buscar o encontro como a criança do Natal, vai encontrar a paz.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 29/12/2016 08h43min
nEFEITO POSITIVO DAS FESTAS DE FINAL DE ANO !!!nnQuem dera se nos demais dias do ano fosse possível ver as pessoas se abraçando como nos dias que antecedem o Natal e Ano Novo. Desde o dia 17/12, uma semana antes do início do período de festas, pude ver pessoas se abraçando muito mais e a partir dia 20/12 quando saiu à última parcela do 13º salário para alguns privilegiados, foi mais maravilhoso por que começou fluir até mesmo alguns presentes. É um lance espontâneo que sai ao natural do coração das pessoas, e chamo isto de efeito positivo pela sensibilidade que estão neste período do ano, loucos para explodir, sair de férias e comemorar mais um ano de conquistas e sobrevivência junto a nós humanos. Sempre que vi alguém se despedindo desde o dia 17/12, as felicitações VÃO COM DEUS, QUE DEUS LHE ABENÇOE, foram acompanhadas de outras como FELIZ NATAL PARA VOCÊ E OS SEUS..., SAÚDE, AMOR, JUÍZO, E FÉ EM JESUS CRISTO. Todas estas frases de despedidas do nosso cotidiano ficam mais charmosas, preenchem este momento de alegria e alto astral, por que as pessoas se revestem desde Espírito Natalino e ficam mais espiritualizadas, dóceis, sensíveis, românticas, tristes, e tudo acontece no estado emocional do ser humano. Já que o mundo não acabou podemos pedir para o nosso amado DEUS mudar este calendário para que possamos ter muito mais este clima de Natal durante os anos de 2017, 2018, 2019, 2020... Eu fico mais feliz cada vez que alguém me abraça e deseja coisas legais para mim e minha família, a minha recíproca também é muito verdadeira, e nem consigo imaginar que uma pessoa possa abraçar a outra e com aquele sorriso de felicidade, desejar o pior sem constrangimento. Isto sim é o fim do mundo racional. Recebam mais uma vez deste amigo mais alguns abraços para fortalecer o NATAL que para mim é todos os dias já que a nossa ÁRVORE fica ARMADA o ANO TODO lá em casa, e até o dia que pudermos comemorar e agradecer a DEUS por ter colocado JESUS entre nós. Amém. O ano de 2017 já está pedindo passagem para quem sabe ajudar todo este POVO FELIZ na realização dos seus SONHOS. Com certeza alguns AMIGOS já devem estar gritando ALÔ HARMONIA, CHORA E DERRAMA TUAS LÁGRIMAS, que vamos formar um RIO de FELICIDADES transbordando muitas EMOÇÕES junto aos nossos FAMILIARES, e uma multidão de IRMÃOS que virão atrás desta ENERGIA POSITIVA. Finalizando, desejo que possamos abrir nossos braços com as mãos bem abertas e abraçar bem forte cada Amigo, Irmão que desejarmos abraçar, não somente neste período de festas, mas durante os dias normais de nossas vidas que virão em 2017... Abs. Dorian Bueno Google+, POA, 28.12.2016 n nnnnnnnn