Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 31 de outubro de 2016. Atualizado às 08h13.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Agronegócios

Notícia da edição impressa de 31/10/2016. Alterada em 30/10 às 23h02min

Plantio do arroz enfrenta dificuldades no Rio Grande do Sul

Alguns orizicultores gaúchos terão que realizar o replantio

Alguns orizicultores gaúchos terão que realizar o replantio


CAMILA DOMINGUES/PALÁCIO PIRATINI/JC
Os orizicultores novamente enfrentaram dificuldades neste último período, sendo impedidos de executar a contento o plantio, que nesta semana alcança 64% da área. Segundo a Emater, muitos ainda estão recompondo as lavouras prejudicadas pelas recentes chuvas, sendo que outros ainda se encontram com lavouras submersas, principalmente nas várzeas localizadas à beira de rios e arroios. Entre as consequências que deverão ser sentidas pelos produtores, está um possível atraso na semeadura e o aumento nos custos de produção devido a um novo preparo, como remontagem de taipas e limpeza dos canais de drenagem, e mesmo o replantio de algumas áreas. Embora o atual cenário possa trazer alguma preocupação ao produtor, ele está longe de ser comparado com a situação vivenciada no ano passado, quando os orizicultores enfrentaram condições muito piores na implantação da cultura. Na época, o plantio chegava apenas a 34%.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia