Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 10 de outubro de 2016. Atualizado às 11h41.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

10/10/2016 - 11h43min. Alterada em 10/10 às 11h43min

Bovespa renova máximas com petróleo e Nova Iorque

A Bovespa abriu em alta nesta segunda-feira (10), e renovou máximas, refletindo o início dos negócios em Nova Iorque. Às 10h40min, o Ibovespa avançava 0,85%, aos 61.630,48 pontos.
A expectativa em Wall Street, porém, é de volumes mais baixos, já que nesta segunda-feira os Estados Unidos celebram o feriado do Dia de Colombo.
Os ganhos nos mercados acionários são motivados principalmente pela recuperação dos preços do petróleo nesta manhã, que sobem mais de 2,0% em meio à expectativa sobre um acordo entre países importantes do setor para limitar a produção.
Em Nova Iorque, o Dow Jones subia 0,52%, o Nasdaq avançava 0,49% e o S&P 500 tinha alta de 0,51%. Por lá, os agentes acompanham as negociações entre produtores de petróleo que ocorrem em Istambul, cidade que sedia uma conferência sobre energia.
O diretor-executivo da Agência Internacional de Energia (AIE), Fatih Birol, disse que um acordo entre grandes produtores poderia equilibrar o mercado antes do esperado. O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que seu país está pronto para se unir ao esforço comum para limitar a produção, enquanto o ministro saudita de Energia, Khalid al-Falih, disse que está otimista com a chance de um acordo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia