Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de outubro de 2016. Atualizado às 23h48.

Jornal do Comércio

logo
COMENTAR | CORRIGIR

Aligera Equipamentos Digitais Ltda.

Notícia da edição impressa de 06/10/2016. Alterada em 05/10 às 23h52min

Anulação do eco na linha telefônica

Manfroi ressalta preço mais acessível da nova solução

Manfroi ressalta preço mais acessível da nova solução


ALIGERA/DIVULGAÇÃO/JC
A Aligera Equipamentos Digitais Ltda. concebeu um dispositivo de eco multicanal de voz digital para redes inteligentes IP (protocolo de internet). Ainda que o nome da solução seja complexo e de difícil compreensão para grande parte da população, ela certamente vai impactar de forma significativa o dia a dia de muitas pessoas. Isso porque o programa desenvolvido pela companhia promete acabar com o problema de eco em ligações telefônicas, aproveitando-se do fato de que a telefonia está majoritariamente estruturada em cima da internet hoje em dia.
A ideia da companhia consiste na criação de um dispositivo eletrônico baseado em um Dispositivo Lógico Programável (PLD), que executa o cancelamento de eco de diferentes canais de voz digitais ao mesmo tempo emitidos pelos serviços de telefonia ou de internet sobre redes inteligentes IP. "Como tudo é digitalizado atualmente, é comum haver conflito na rede. E quando se tem um eco gerado numa ponta, faz com que ele seja multiplicado", destaca Edison Manfroi, diretor da Aligera.
Nesse sentido, o dirigente relata que já existia um chip importado criado para anular o eco emitido na rede. Entretanto, no Brasil, a solução só pode ser importada e, por isso, tem um alto custo. Assim, a companhia criou um módulo em hardware que faz a substituição desse chip, mas com um preço muito mais baixo. Manfroi calcula que o produto da Aligera tem um custo 70% inferior ao dos chips produzidos no exterior.
A solução está na fase final de testes e deve ser comercializada em breve. "Nossos potenciais clientes são provedores de internet, que proveem dados e voz, e empresas de telefonia IP", explica.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia