Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de outubro de 2016. Atualizado às 22h38.

Jornal do Comércio

logo
COMENTAR | CORRIGIR

Milkline Comércio Importação e Exportação Ltda.

Notícia da edição impressa de 06/10/2016. Alterada em 05/10 às 20h34min

Para medir o leite com precisão

Máquina traz ganhos no processo de medição dos litros coletados

Máquina traz ganhos no processo de medição dos litros coletados


MILKLINE/DIVULGAÇÃO/JC
Uma importante ferramenta para uso do setor leiteiro foi desenvolvida pela Milkline Comércio Importação e Exportação Ltda.: um equipamento para medir, coletar e identificar amostras voltadas à produção de leite. A finalidade é proporcionar precisão na medição dos litros coletados e confiabilidade, erradicando adulterações na composição do leite mediante coleta de amostras confiáveis e com identificação. A sócia-proprietária Maria Lissette Lairihoy Silva relata que, em muitos países, os produtores são pagos pela qualidade do leite, reconto bacteriano (micróbios no leite) e reconto de células somáticas (SCC), indicador da saúde da ubre da vaca. "Acreditamos que, num futuro próximo, o leite do produtor brasileiro seja pago baseando-se nos mesmos critérios", destaca.
Maria Lissette afirma que o desenvolvimento do produto também é decorrência da necessidade que foi constatada do lançamento de um sistema de controle que proporcione maior eficiência para mensurar e identificar os produtos em sua fase primária de produção. Com a participação no Tecnova RS, a empresa levou adiante o projeto, que consiste em um sistema inovador de coleta de amostragem (2 frascos de 50ml por produtor) e com a amostra identificada por códigos de barras e lacrada. O compartimento das amostras é selado, permitindo a abertura só por pessoas autorizadas.
O equipamento também possui GPS para obtenção de posicionamento geográfico global e identificação do produtor. O sistema será gerenciado por um software que salvará os dados no hardware do caminhão e realizará a transferência em tempo real (via celular) às cooperativas. Todo o processo será feito sem nenhuma interferência humana, garantindo a confiabilidade.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia