Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de outubro de 2016. Atualizado às 22h33.

Jornal do Comércio

logo
COMENTAR | CORRIGIR

Eirene Projetos e Consultoria Ltda.

Notícia da edição impressa de 06/10/2016. Alterada em 05/10 às 20h30min

Veículo aéreo não tripulado para pulverizar lavouras

Empresa lançou sistema autônomo e elétrico de pulverização para agricultura

Empresa lançou sistema autônomo e elétrico de pulverização para agricultura


EIRENE/DIVULGAÇÃO/JC
A pulverização de lavouras sempre foi considerada uma atividade de risco para os profissionais e o meio ambiente, além ter um custo elevado e alta rotatividade de mão de obra. Diante desse cenário, a Eirene Projetos e Consultoria Ltda. desenvolveu o PulveDroide e aproveitou a oportunidade oferecida com o lançamento do edital do Tecnova para tirar do papel o projeto, coordenado pelo CEO, Eduardo Marckmann.
O objetivo foi desenvolver um sistema autônomo, elétrico e mais eficiente, modernizando a agricultura de precisão no País. O PulveDroide tem capacidade para pulverizar pequenas, médias ou grandes extensões de terra. O produto terá a propriedade de carregar uma quantidade de material a ser pulverizado, mapear a área e realizar o trabalho, substituindo ou complementando os métodos tradicionais. É um veículo aéreo não tripulado, composto por um módulo de navegação, um módulo de carga e um módulo pulverizador que pode ser programado para as tarefas de aplicação de agroquímicos nas lavouras.
O PulveDroide foi projetado seguindo a premissa da empresa de desenvolver soluções para o mercado agrícola, aliado ao uso de alta tecnologia embarcada, métodos e processos com foco na preservação do meio ambiente. O equipamento está em fase final de execução, e atualmente está sendo montado o protótipo. Na sequência, serão realizados novos testes com o modelo completo em campo. Também serão realizadas novas baterias de testes em campo (criando situações reais) para adequações, calibrações e melhorias no projeto.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia