Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de outubro de 2016. Atualizado às 00h03.

Jornal do Comércio

logo
COMENTAR | CORRIGIR

i9Access Tecnologia Ltda.

Notícia da edição impressa de 06/10/2016. Alterada em 06/10 às 00h04min

Glicose monitorada pelo celular

Aplicação já teve mais de mil downloads desde abril

Aplicação já teve mais de mil downloads desde abril


I9ACCESS /DIVULGAÇÃO/JC
Pacientes crônicos de diabetes ganharam um novo aliado no momento de fazer o monitoramento de sua doença por meio de smartphones e tablets. A i9Access Tecnologia Ltda., sediada em Porto Alegre, desenvolveu uma aplicação chamada Glico, disponível para iOS e Android, que interage com os glicômetros utilizados pelas pessoas para medir o nível de açúcar no sangue. Assim que fizer a medição, o indivíduo aponta a câmera do celular para o aparelho, que registra a informação e assim permite ter um histórico completo dos seus indicadores.
"O aplicativo mostra gráficos do histórico do paciente e alerta se os níveis estão altos ou não", diz o diretor da i9Access Alexandro Bordignon. A empresa desenvolveu um algoritmo para que o celular pudesse captar o dado sobre a aferição no glicômetro. Desde abril acessível, a ferramenta teve mais de mil downloads até o momento. A aplicação compõe o MobileCare, sistema móvel para monitoramento de sinais vitais, que se comunica com dispositivos situados nas centrais médicas, produzido pela companhia.
Dentro do Tecnova-RS, a empresa procura aperfeiçoar a solução. Um dos objetivos é adequar o sistema para o acompanhamento de hipertensos. Nesse sentido, também deverá ser lançada uma aplicação voltada especificamente para esse público. Também há a intenção de enquadrar o sistema à comunicação com dispositivos médicos de acordo com os protocolos internacionais da Continua Health Alliance e adaptar o MobileCare para importar e exportar dados no formato HL7, facilitando a integração com determinados tipos de sistemas de prontuário eletrônico de pacientes.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia