Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de outubro de 2016. Atualizado às 09h28.

Jornal do Comércio

logo
COMENTAR | CORRIGIR

ANIMATI SISTEMAS DE INFORMÁTICA LTDA.

Notícia da edição impressa de 06/10/2016. Alterada em 06/10 às 09h29min

Diagnóstico em dispositivos móveis

Tecnologia da Animati permite visualizar imagens em dispositivos móveis

Tecnologia da Animati permite visualizar imagens em dispositivos móveis


ANIMATI /DIVULGAÇÃO/JC
A popularização dos dispositivos móveis, como tablets e celulares, vem provocando mudanças em diferentes tipos de atividades. Com o setor da saúde não é diferente, já que, hoje em dia, uma série de procedimentos podem ser agendados ou então acessados através dessas plataformas. Nesse sentido, a Animati Sistemas de Informática Ltda. desenvolveu uma ferramenta para visualização avançada de imagens diagnosticas especifica para os aparelhos móveis e equipáveis. O objetivo é otimizar a forma como essas imagens chegam ao profissional da saúde.
Através de um software, tomografias, ressonâncias magnéticas, radiografias, raios x e outros tipos de exames poderão ser processadas em diversos dispositivos. "Acreditamos que isso trará um amplo benefício, pois vai agregar informações na hora de realizar o diagnóstico. Agora, estamos finalizando o sistema, testando-o com grupos de pesquisa na Pontifícia Universidade Católica (Pucrs) e na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)", diz o diretor da Animati Jean Carlo Berni.
A solução pode ser rodada em equipamentos com baixa capacidade de hardware e, mesmo assim, possibilita a manipulação de imagens diagnósticas com recursos avançados, como reconstruções multiplanares e renderização volumétrica. Além de celulares e tablets, a solução pode ser rodada em óculos de realidade virtual, como o Google Glass. Esse, aliás, é um dos principais focos do produto, que ainda tem um caráter experimental.
Em um primeiro momento, após a conclusão dos testes, a empresa promete centrar esforços em vender a solução no mercado nacional. "Queremos utilizá-la como uma alavanca para obtenção de novos clientes. Nosso crescimento tem que ser sustentado por inovação", justifica Berni. No momento, a companhia já tem mapeados mais de 80 potenciais clientes para o uso dessa tecnologia de visualização de imagens diagnósticas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia