Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 18 de agosto de 2016. Atualizado às 11h28.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

rio-2016

18/08/2016 - 09h50min. Alterada em 18/08 às 09h55min

Isaquias Queiroz ganha o bronze nos 200m da canoagem de velocidade

Com a marca de 39seg628, ele superou por muito pouco o espanhol Alfonso Benavides Lopez de Ayala

Com a marca de 39seg628, ele superou por muito pouco o espanhol Alfonso Benavides Lopez de Ayala


DAMIEN MEYER/AFP/JC
Agência Brasil
O brasileiro Isaquias Queiroz conquistou nesta quinta-feira (18) a medalha de bronze na prova dos 200m da canoagem de velocidade. Com a marca de 39seg628, o canoísta superou por muito pouco o espanhol Alfonso Benavides Lopez de Ayala, que registrou tempo de 39seg649 e ficou com a quarta colocação.
Após uma boa largada, o ucraniano Iurii Cheban levou a medalha de ouro, com 39seg279, seguido pelo atleta do Azerbaijão Valentin Demyanenko, que ficou com a prata com a marca de 39seg493.
Isaquias Queiroz, 22 anos, conquistou, no início da semana, a medalha de prata na prova dos 1.000m da canoagem de velocidade. O brasileiro ainda compete amanhã (19), junto com Erlon de Souza, na prova de 1.000m canoa dupla.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 18/08/2016 10h57min
OLIMPÍADAS DO PRIMEIRO MUNDO X O ALEGRE BRASIL !!!nPaíses do primeiro mundo investem muito na formação educacional das suas crianças desde o início da idade escolar, potencializando a elas saúde, educação e segurança para a prática do esporte. nA história mostra nas diversas competições mundiais que o retorno é garantido em várias modalidades, como podem ver através das quantidades de medalhas de ouro, prata e bronze que conquistam.nO nosso PAÍS poderia ter aproveitado está oportunidade para ser um grande protagonista, e não apenas levar para o mundo, que somos BRASILEIROS simpáticos, alegres, hospitaleiros, e que mais uma vez está sendo um pequeno coadjuvante numa OLIMPÍADA. nTemos a prova lá no quadro de medalhas quando vimos um país do tamanho do BRASIL ser uma vergonha em relação aos demais que investem nos seus ATLETAS, entre outros casos isolados como a Jamaica do simpático Usain Bolt que é um RAIO individual. nPelo o custo benefício do que não foi investido na formação deles e das instalações que foram construídas para receber todos, estamos na contramão dos fatos, isto é, estamos na ordem invertida com poucos bronzes, pratas e alguns mirrados ouros, mesmo assim a festa é grande como tudo fosse a GLÓRIA. nAos poucos ATLETAS BRASILEIROS que conseguiram e conseguirão conquistar com seu próprio talento uma medalha OLÍMPICA, meus PARABÉNS. nAbs. Dorian Bueno Google +, POA, 18.08.2016nnnnnnnnnn