Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 25 de agosto de 2016. Atualizado às 17h35.

Jornal do Comércio

Construção Civil 2016

COMENTAR | CORRIGIR

Tendências

Notícia da edição impressa de 25/08/2016. Alterada em 25/08 às 17h40min

Mistura autêntica na sede da Ivo Rizzo

 Desafio da arquiteta foi trazer novos ares para um prédio tombado

Desafio da arquiteta foi trazer novos ares para um prédio tombado


MARCELO DONADUSSI/ VICTORIA RIZZO /DIVULGAÇÃO/JC
O bom filho a casa torna: quando a construtora Ivo Rizzo decidiu retornar à sua antiga sede, local em que trabalhou por anos o engenheiro que dá nome à empresa, os diretores perceberam a necessidade de atualizar a casa, adquirida na década de 1970 e tombada pelo Patrimônio Histórico a pedido da própria família Rizzo.
Arquiteta e neta de Ivo Rizzo, Victoria Rizzo assumiu a reforma, trazendo a história da construtora e valorizando os talentos da família. "Precisávamos adequar a rotina da empresa a um espaço bem menor. E isso sem quebrar paredes e sem mexer na feição do imóvel histórico. O custo também foi fator importante. Utilizamos todos os móveis do escritório antigo e trabalhamos com painéis em OSB para dividir as salas. A recepção e a copa foram os únicos ambientes que tiveram marcenaria nova. Investimos em adesivos, que têm um valor bem em conta, e dão toque moderno. Deixamos toda a parte de instalações aparente, misturando o estilo clássico da casa com uma atmosfera industrial mais contemporânea", descreve.
Os tijolos da parede da entrada receberam restauração. As janelas e o forro de madeira foram reparados, mantendo o desenho original da casa, e o piso também retornou ao seu estado original. Os painéis, feitos pela artista Ivone Rizzo Bins, registram as principais obras feitas pela construtora. A marca da empresa, que decora a recepção, é uma criação do artista Roberto Bins em ferro. "Imitar um estilo que não existe mais não parece ser o melhor caminho. Por isso, optei por algo bem contemporâneo, para não ter competição de estilos, criando um contraste", analisa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia