Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 20 de julho de 2016. Atualizado às 10h45.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

20/07/2016 - 10h44min. Alterada em 20/07 às 10h45min

Taxas de juros têm viés de baixa, em sintonia com dólar e à espera de Copom

Os juros futuros recuam na manhã desta quarta-feira, dia 20, alinhados ao dólar, em dia de agenda fraca. O principal evento do dia é o fim da reunião do Copom, por volta das 18h, quando os mercados já estarão fechados.
Às 9h25min, o DI para janeiro de 2018 estava em 12,64%, de 12,67% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2021 estava em 11,96%, de 11,99%.
Para o Copom, o primeiro encontro da gestão de Ilan Goldfajn no comando do Banco Central e da nova diretoria, as 77 instituições consultadas pelo Broadcast Projeções apostam na manutenção da taxa em 14,25%, no mês em que completa um ano em que a Selic está nesse patamar.
O comunicado deve reforçar o tom mais duro mostrado por Ilan, que tem batido na tecla de que o BC está determinado em atingir o centro da meta de inflação, de 4,5%, em 2017. Sinais mais firmes sobre a condução da política monetária deve vir na ata, que sai na próxima terça-feira, e não mais às quintas-feiras.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia