Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de dezembro de 2016. Atualizado às 17h19.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Rodovias

Notícia da edição impressa de 09/06/2016. Alterada em 27/12 às 18h21min

Após denúncias, Dnit suspende licitação de compra de radares

Compra recebeu 19 pedidos de impugnação de empresas do setor

Compra recebeu 19 pedidos de impugnação de empresas do setor


MARCO QUINTANA/JC
Após 19 pedidos de impugnação e denúncias de irregularidades como direcionamento, o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura) suspendeu a licitação de R$ 3 bilhões para instalação de radares em estradas federais. O edital surpreendeu empresários, porque pediu propostas para instalação de radares em 3.500 pontos pelo País por valores muito superiores ao projeto divulgado anteriormente - e dando prazo de apenas duas semanas para que as empresas analisassem o edital de 600 páginas e realizassem visitas técnicas aos locais.
Com custo estimado 50% maior do que o previsto originalmente, a licitação seria realizada na semana passada, enquanto o edital havia sido publicado em 19 de maio. Os recursos devem sair do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), e a modalidade de escolha seria menor preço.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia