A nutricionista Paula e a publicitária Fernanda uniram esforços para inovar na área de educação alimentar  A nutricionista Paula e a publicitária Fernanda uniram esforços para inovar na área de educação alimentar Foto: JONATHAN HECKLER/JC

Projeto E agora, Nutrinha? visita o paciente em casa para adequar dieta à rotina

O tratamento dura em média dois meses e custa R$ 600,00

A publicitária Fernanda Ortiz e a nutricionista Paula Pinto, ambas de 25 anos, são amigas há tempos. Em 2015, com o desafio de ingressar no mercado de trabalho após a formatura, Paula decidiu atender seus futuros pacientes a domicílio. Para isso, precisava de uma estratégia de comunicação - foi aí que chamou a amiga para ajudar. Nas conversas, porém, as duas tiveram o mesmo insight: o de inovar oferecendo um novo tipo de produto, o E agora, Nutrinha?.
O programa funciona assim: em vez do paciente se adaptar à agenda do profissional e se deslocar até um consultório, a "nutrinha" vai até a casa do cliente no horário desejado. São quatro fases. Na primeira, Paula abre a geladeira da pessoa, conhece seus hábitos alimentares e realiza uma avaliação completa da rotina. Feita essa análise, ela retorna e entrega uma dieta personalizada. "Se o paciente não costuma acordar cedo, não adianta a gente dizer que ele precisa comer às 8h. Precisa ser algo que se encaixe no dia a dia", explica Fernanda.
Na terceira visita, é dia de cozinhar. Paula se coloca à disposição do paciente para ensinar novas receitas e fazer compras. A consulta final examina os resultados do plano alimentar - confere números, reavalia hábitos e faz ajustes necessários para que a dieta siga de forma independente. "Acreditamos que proporcionar uma experiência personalizada aos pacientes, fazendo com que não só sigam, mas entendam suas dietas, é determinante para o sucesso na jornada", acrescenta Paula. O tratamento dura em média dois meses e custa R$ 600,00.
Em ação desde outubro, o E agora, Nutrinha? já conta com quase 50 clientes atendidos em Porto Alegre. "Estamos bem. Em menos de seis meses conseguimos obter lucro", comenta Fernanda. O investimento inicial foi R$ 2 mil. Futuramente, elas pretendem acrescentar novas nutrinhas ao programa.
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( 0 )
Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

Receba no seu email todas as notícias sobre empreendedorismo. Cadastre-se:





Mostre seu Negócio
Redes Sociais