Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 10 de maio de 2016. Atualizado às 23h11.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Grêmio

Notícia da edição impressa de 11/05/2016. Alterada em 10/05 às 23h10min

Alberto Guerra diz que está fechado com Roger

Novas velhas caras para mudar os ânimos e remotivar o grupo abalado por três eliminações em quatro meses. O conselheiro Alberto Guerra volta ao futebol do Grêmio, depois de seis anos, com o objetivo de tentar um título ainda nesta temporada. Missão que, segundo o próprio vice de futebol, é extremamente difícil. Para amenizar o início de trabalho, o dirigente revelou uma longa conversa com Roger Machado e se disse satisfeito com as ideias e 100% fechado com o treinador.
Em sua primeira manifestação, Guerra fez um mea-culpa em nome do clube. Para ele, o presidente Romildo Bolzan Jr. não poderia ter iludido a torcida com a promessa de uma conquista. "Talvez um dos erros no começo do ano tenha sido a promessa de título. Isso cria uma expectativa. Caso eu não gostasse de título, não estaria aqui. O Grêmio tem mais de 100 anos e apenas dois títulos brasileiros. Isso mostra a dificuldade que é ganhar um Brasileiro", analisou.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia