Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 10 de maio de 2016. Atualizado às 23h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR
Notícia da edição impressa de 11/05/2016. Alterada em 10/05 às 23h09min

RiceTec lança projeto de 15 mil quilos por hectare para arroz

A RiceTec prepara uma novidade para o setor orizícola, tendo como principal atrativo a qualidade e produtividade do arroz. Intitulado Projeto 15k, a iniciativa tem como meta incentivar e orientar o produtor a atingir 15 mil quilos de produtividade por hectare, quase o dobro da atual média da safra gaúcha deste ano, estimada em 7,7 mil quilos por hectare, conforme dados do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga).
Já na primeira fase do projeto, na safra 2015/2016, que teve como principal produto o Titan CL, a produtividade atingida foi de 13,71 mil quilos por hectare na região de São Gabriel. Através do uso de novas e exclusivas genéticas, desenvolvidas na estação experimental que a RiceTec construiu em Santa Maria, a iniciativa da multinacional é sustentada na implementação de melhores práticas de manejo da cultura para alcançar altos rendimentos e plena aceitação por parte da indústria, produtores e os consumidores, como destaca o engenheiro agrônomo Leandro Pasqualli, diretor de Marketing da RiceTec e responsável pelo projeto. "O objetivo do projeto 15k é de máxima performance de nossos produtos através da implementação das melhores práticas de manejo específicas, atingindo assim avanços de produtividade, qualidade e rentabilidade", afirma Pasqualli.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia