Porto Alegre, domingo, 03 de abril de 2016. Atualizado às 22h21.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
33°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,5600 3,5620 0,97%
Turismo/SP 3,5800 3,7700 0,53%
Paralelo/SP 3,5800 3,7700 0,53%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Turismo Notícia da edição impressa de 04/04/2016. Alterada em 03/04 às 21h54min

Olimpíadas terão turistas de mais de 90 países

TÂNIA RÊGO/ABR/JC
Copacabana é um dos 54 bairros que receberão os turistas durante os Jogos Olímpicos em agosto

Adriana Lampert

Há quatro meses do início das Olimpíadas de 2016, ainda restam ingressos, pacotes de viagem e acomodações disponíveis para o período dos Jogos, que acontecem de 5 a 21 de agosto, na capital do Rio de Janeiro. As alternativas contemplam todos os perfis de turistas, desde aqueles que preferem produtos vips, com acomodação em hotel cinco estrelas, até os que optam por comprar ingressos, passagens e estadia separados. "Mas é preciso correr, porque, desde janeiro deste ano, a demanda tem crescido consideravelmente", afirma o diretor executivo da operadora oficial do evento, a TAM Viagens, Marcelo Dezem. O destino já está na agenda de visitantes de pelo menos 94 países. "Até agora, temos 10 mil reservas com pessoas de mais de 650 cidades de diversas partes do mundo", informa a assessoria de imprensa da Airbnb, empresa de aluguel de casas, apartamentos e quartos em residências no estilo bed and breakfast.
Pelo menos 54 bairros do Rio de Janeiro estarão recebendo os turistas do evento. Entre os mais procurados estão Copacabana, Ipanema, Barra da Tijuca, Leblon e Botafogo. Mas a empresa também contabiliza reservas no Meier, Del Castilho e Marechal Hermes, para se ter uma ideia do impacto econômico que o negócio gera em toda a cidade. Segundo a assessoria da Airbnb, a média das reservas tem sido de 7,6 noites, e o número médio de pessoas por reserva é três. "O perfil desses viajantes é diferente da Copa do Mundo. No evento anterior, a maioria era formada por grupos de homens jovens, agora são mais famílias", afirma a empresa em resposta à reportagem do Jornal do Comércio.
Quem reserva hospedagem alternativa deve ficar atento às vendas de ingressos. Nenhuma empresa do mercado oferece entrada para os jogos deste ano, além da TAM Viagens, que está trabalhando com 38 hotéis de categorias III, IV e V estrelas, além de um navio de luxo que ficará ancorado no Porto Maravilha. A equipe da empresa deve oferecer suporte aos visitantes em todas as etapas, com uma estrutura especialmente criada para os Jogos Rio 2016. "Como exemplos dessa estrutura, temos o transporte em via exclusiva para acesso às arenas incluso em todos os pacotes, além de diferentes opcionais, como passeios turísticos pelo Rio de Janeiro, acesso aos espaços de hospitalidade exclusivos nas arenas e até mesmo opções customizáveis, como palestras ou jantares com atletas", destaca o diretor executivo da TAM.
Dezem não abre o volume de vendas de pacotes vendidos até agora, mas afirma que "reflete o atual comportamento do consumidor e o próprio cenário econômico desafiador do País". "Apesar disso, observamos uma curva de crescimento gradual da demanda e das vendas conforme o evento se aproxima", pondera. Dos 25 mil quartos de hotéis bloqueados pela empresa oficial de turismo, 50% já estão reservados. Ao todo, a cidade oferece 60 mil quartos de hospedagem convencional, mas há um número grande de hostels e outras alternativas para atender à demanda.
A assessoria da Airbnb enumera que o país na dianteira de reservas de apartamentos e hospedagem bed and breakfast é o Brasil, seguido pelos Estados Unidos, Reino Unido, Argentina e Austrália. "Mas também temos reservas de Omã, Indonésia e Guadalupe", ressalta a nota, afirmando que, como esperado, a procura tem surgido de diversas partes do mundo. "Vimos uma mudança de público bastante significativa entre a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. No evento de 2014, 6% das reservas eram de brasileiros, enquanto que, neste momento, 45% das nossas reservas são de viajantes domésticos."

Procura por pacotes aumenta nas agências


Ainda que seja somente para fechar venda de transporte aéreo ou terrestre, bem como de hospedagem, as demais agências de viagem do País também estão lucrando com as Olimpíadas de 2016. No entanto, em patamar muito menor. A CVC informa que "já percebe" uma demanda de turistas interessados em viajar para o Rio de Janeiro no período dos Jogos. A operadora conta com uma oferta de cerca de 10% dos 350 hotéis que comercializa no Rio de Janeiro para todo o Brasil. Conforme a assessoria, não foi possível bloquear quartos, em vista de que a maioria já está reservada para o comitê organizador do evento, que fica responsável pelo receptivo de atletas e técnicos, integrantes de confederações, comitês olímpicos dos países participantes, patrocinadores e jornalistas.
"Preferi não me posicionar no mercado para vender pacotes para o Rio de Janeiro, vinculados às Olimpíadas de 2016", contrapõe o diretor da RZ Turismo, Ronald Zancam. Isso não significa que a empresa não esteja preparada para montar um pacote, de acordo com o desejo do cliente. "Se houver procura, preparamos um produto específico, ou buscamos no mercado uma agência que tenha feito bloqueios em hotéis", explica.
O empresário não tomou a iniciativa de reservar quartos em hospedagens no Rio de Janeiro nem passagens aéreas, porque não teve uma experiência positiva na Copa de 2014, quando a Fifa bloqueou uma grande parte da hotelaria, impossibilitando o trabalho das agências - que só tiveram acesso aos produtos, um mês antes do evento. "Também dificulta não ter os ingressos dos jogos para vender, então não é possível formatar um produto completo."
Para quem optar pela compra independente de ingressos, ainda há tíquetes para atletismo, basquete, futebol, rugby, ginástica gala, entre outros. As opções vão desde jogos preliminares, que custam entre
R$ 20,00 e R$ 70,00, até finais de atletismo, com ingressos a R$ 100,00. Segundo a TAM, algumas das modalidades já estão com vendas esgotadas para quem optar por um pacote da operadora.
Segundo o Comitê Organizador dos Jogos, foram disponibilizados 7,5 milhões de ingressos para 42 campeonatos, tendo sido vendidos já quase 4 milhões. Futebol, basquete, vôlei, atletismo e handebol são os esportes mais procurados.
 
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Brasileiros aproveitam desvalorização do dólar para fechar compra de pacotes internacionais
Na semana passada, a moeda se recuperou um pouco e fechou a R$ 3,68
Pacote de volta ao mundo conquista classe AA Tráfego doméstico recua 3,03% em fevereiro, diz Abear Airbnb é autorizado a ampliar operação em Cuba; Marriott busca parceiros
Rede Marriott International recebeu autorização do Departamento do Tesouro dos EUA para atuar em Cuba e já busca parceiros

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo